DM Autos

Novo Chevrolet Onix Plus é o carro que menos bebe no Brasil

Dados do Inmetro apontam o modelo como o veículo a combustão mais eficiente do mercado.

diario da manha
Chevrolet Onix Plus: o carro mais econômico do Brasil

O Novo Chevrolet Onix Plus é o carro mais econômico do Brasil. Quem garante é o Inmetro. O órgão divulgou o consumo de combustível dos automóveis modelos 2020 inscritos no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, com destaque para a economia apresentada pela versão três volumes do modelo Onix.

Na análise dos veículos exclusivamente a combustão, o destaque foi o Novo Chevrolet Onix Plus. O modelo aparece como o carro mais econômico do País, com média de até 17,7 km/l de gasolina na estrada. O número é referente à versão 1.0 Flex.

Onix Plus

“O conjunto mecânico projetado para as condições locais, além da aerodinâmica do novo Onix Plus contribuíram para o salto de 21% na eficiência energética do novo modelo em relação ao anterior, que já era muito bom”, explica Ricardo Fanucchi, diretor de Engenharia da GM América do Sul.

Tudo isso, segundo Ricardo Fanucchi, com ganho de performance, já que o novo é mais rápido em acelerações e retomadas de velocidade. A versão hatch do Novo Onix 1.0 Flex também é destaque no ranking com qualquer tipo de combustível, tanto em percurso urbano como no rodoviário. Ele atinge média de 16,7 km/l de gasolina.

Chevrolet Onix Plus faz até 17,7 km/l na estrada, utilizando gasolina

Conforme medições do Inmetro, o Novo Onix Plus 1.0 MT6 faz 10,1 km/l, na cidade, e 12,5 km/l na estrada, com etanol, e 14,3 km/l na cidade, e 17,7 km/l na estrada, com gasolina. O consumo energético em MJ/KM é de 1,34. 

O Onix Plus faz até 17,7 km/l na estrada, com gasolina no tanque

Já o Novo Onix 1.0 MT6 em consumo de 9,9 km/l na cidade, e 11,7 km/l na estrada, com etanol, e 13,9 km/l na cidade e 16,7 km/l na estrada, com gasolina. O consumo energético em MJ/Km é de 1,40. Nos dois casos a transmissão é manual de seis velocidades.

Considerando os modelos equipados com motor turbo, Onix Plus também lidera o ranking do Inmetro com a melhor média: 17 km/l de gasolina na estrada, seguido de perto do Novo Onix hatch, com média de 16 km/l.

Contribui para isso os pneus de baixa resistência a rolagem, a direção com assistência elétrica e o casamento do motor 1.0 turbo com a
transmissão de seis marchas que equipa ambos.

Novo Tracker

Lançado após o fechamento da primeira edição do relatório do Inmetro, o Novo Tracker aguarda uma próxima atualização da lista. A espera é para se estabelecer como o SUV Flex mais econômico do Brasil, considerando os rivais diretos.

Novo Tracker aguarda atualização da lista para se estabelecer como o SUV Flex mais econômico do Brasil

Os números oficiais de eficiência energética do novo SUV da Chevrolet, no entanto, já constam nas etiquetas do Inmetro. As etiquetas são coladas no para-brisa dos modelos expostos nas concessionárias para melhor visualização dos consumidores.

No caso do Novo Tracker, todas as versões são equipadas com uma nova família de motores turbo Flex: 1.0 Turbo ou 1.2 Turbo, que alcançam médias rodoviárias de até 14,8 km/l e 13,5 km/l, respectivamente, dependendo da configuração.

O Novo Tracker adota uma arquitetura mais avançada que o deixou até 144 kg mais leve, contribuindo para uma economia de combustível que chega a 17% em relação ao modelo anterior.

Consumo do Novo Tracker

Na cidade, o Novo Tracker 1.0T MT6 faz 9,0 km/l, na cidade com etanol, e 10,4 km/l na estrada, rodando com etanol. Com gasolina no tanque, o SUV faz 13,0 km/l na cidade e 14,8 km/l na estrada e apresenta consumo energético em MJ/Km de 1,55.

A versão 1.0 Turbo AT6 faz 8,2 km/l na cidade, e  9,6 km/l na estrada, com etanol, e 11,9 km/l na cidade, e 13,7 na estrada, com gasolina, e tem consumo energético em MJ/Km de 1,7.

 Já o Novo Tracker 1.2 Turbo AT6 apresenta consumo de 7,7 km/l na cidade e 9,4 km/l na estrada, com etanol e  11,2 km/l na cidade e 13,5 km/l na estrada, com gasolina. O consumo energético em MJ/Km é de 1,8.

Novo Tracker adota uma arquitetura mais avançada que o deixou até 144 kg mais leve

Importante observar que os valores divulgados pelo Inmetro são obtidos a partir de medições de consumo efetuadas em laboratório e servem como referência para que o consumidor possa comparar a eficiência energética dos veículos em uma mesma condição.

Contudo, no uso cotidiano do veículo, diversos fatores influenciam o consumo percebido pelo motorista, podendo apresentar variações, para mais ou para menos. Interferem a maneira de dirigir, as condições climáticas, os padrões de tráfego, as cargas impostas e o estado de manutenção do veículo, por exemplo.

Comentários