Cidades

Presos suspeitos de matar mulher que desapareceu no Aeroporto de Goiânia

Lilian de Oliveira estava desaparecida desde 13 de fevereiro, quando retornou de Medellin, na Colômbia, ao Brasil

diario da manha

Dois homens foram presos suspeitos de matar Lilian de Oliveira que estava desaparecida desde fevereiro de 2020, quando retornou de Medellin, na Colômbia, ao Brasil. Após o resultado das investigações, foram emitidos os mandados de prisão, e Jucelino Pinto Fonseca confessou o homicídio contra a mulher, com a ajuda de Ronaldo Rodrigues Ferreira.

Segundo a Polícia Civil de Goiás, Ronaldo, que buscou Lilian no aeroporto de Goiânia, estava sendo monitorado pela equipe do Grupo Antissequestro (GAS). Ele mora em Araguaína (GO) e estava a caminho de Salvador (BA) quando parou para dormir em um hotel em Buriticupu (MA), na noite da última quinta-feira, 27.

A Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) informou a Polícia Civil da cidade sobre a localização do suspeito e enviou a cópia do mandado de prisão, que foi cumprido na manhã do dia seguinte.

Neste mesmo dia (28), foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências de Jucelino e Cleonice Fátima Ferreira, em Pires do Rio (GO). Foram encontradas arma de fogo nas casas dos dois, que foram autuados pelo crime de posse ilegal de arma de fogo, e liberados após o pagamento da fiança.

O mandado de prisão contra Jucelino foi cumprido na noite da última sexta (29). Portanto, a motivação e os detalhes do crime serão repassados durante a coletiva. A DEIC continua com as investigações para encontrar o corpo da mulher.

Comentários