Brasil

38 mil brasileiros não receberam o auxílio emergencial

Esses trabalhadores informais completam um mês que estão sem retorno do governo federal sobre o pagamento do auxílio

diario da manha

Cerca de 38 mil brasileiros não conseguiram receber o auxílio emergencial de R$ 600 da Caixa Econômica Federal. Esse número se refere aos brasileiros que fizeram o cadastro no aplicativo nos quatro primeiros dias após o lançamento da plataforma, entre os dias 7 e 10 do mês passado.

Ampliado a cada dia e se acrescentar os trabalhadores que se cadastraram até 22 de abril, pode chegar a 1 milhão de solicitações. Esses trabalhadores informais completam um mês nesta quinta-feira (7) que estão sem retorno do governo federal sobre o pagamento do auxílio. Muitas dessas pessoas sofrem a cada dia sem receber o benefício, até para conseguir o que comer.

Quem foi analisado e teve a avaliação classificada como incompleta, recebeu a mensagem da Caixa Econômica pelo aplicativo e teve que refazer o cadastro que retornou a situação de análise. 13,6 milhões de trabalhadores informais, não foram nem informados que o cadastro estava incompleto.

Brasileiros dependem do auxílio emergencial

Márcia de Oliveira está nesse grupo de pessoas que precisaram refazer o cadastro e se encontra novamente em análise. Ela se cadastrou no dia 7, recebeu a negativa da Caixa duas semanas depois e completou os dados, porém, não recebeu mais retorno.

Segundo Márcia, a crise do coronavírus não tinha chegado na família até o marido dela, que é pedreiro, quebrar uma costela. Eles precisaram arcar os custos do atendimento. “Agora, estou com aluguel e cesta básica atrasados”, relatou.

Foi informado pelo presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, que todos os benefícios de R$600 não foram pagos pois a Dataprev segue analisando os cadastros. Guimarães afirmou durante uma live transmitida em uma rede social na última quarta-feira (6), que não receberam nenhum desses que tinham dados inconclusivos. 

Dataprev não justificou a demora em analisar o cadastro do aplicativo do auxílio emergencial. Portanto, foi informado o pagamento será feito em até dois dias úteis após o recebimento do lote de cadastros aprovados.

Em nota publicada no site na última quinta-feira (30/04), a estatal informou que esse de 1 milhão de pessoas que não receberam nem a primeira resposta está “em processamento adicional”. Foi necessário realizar um processo extra devido a “complexidade de cenários e cruzamentos”, mas os técnicos seguem à conclusão da análise das informações, segundo a Dataprev.

Portal para consulta

Uma ferramenta para consultar a situação dos requerimentos do benefício foi liberada pelo governo federal na última terça (5). As pessoas podem acompanhar todo o detalhamento dos pedidos, como as datas de recebimento, resultados e envio dos dados pela Caixa à Dataprev e vice-versa, assim como também a motivação da negativa do benefício.

No entanto, o portal apresentou instabilidade na última quarta, em menos de 24 horas após o lançamento. O texto dizia: “Caro usuário, o sistema encontra-se em manutenção” ao tentar acessar o site.

*Com informações do Metrópoles

Comentários