Tech

Criminosos se aproveitam do Pix para golpear

Podem aumentar os golpes em transações bancárias após a ativação do Pix

diario da manha
Retirado do Google

Nesta segunda-feira (5), foi o primeiro dia de cadastro do Pix. Mais de 3,5 milhões de usuários começaram a inscrição para fazer transações bancárias e pagamentos, o que inclui mais de 30 domínios identificados como falsos.

Criminosos tem usado a novidade para aplicar novo golpe. A nova ferramenta Pix, tem como fórmula chaves para efetuar pagamentos, utilizando uma das opções como cpf, número de telefone e e-mail.

O que pode facilitar para que pessoas de má índole pratique crimes. Segundo o analista de segurança da Kaspersky, Fabio Assolini “O registro de domínios é o primeiro estágio dos golpes. Com esse domínio registrado, o criminoso vai operacionalizar o golpe, que pode ser feito de diversas maneiras”, relata Assolini.

O site pode distribuir um arquivo malicioso, ou os golpistas podem criar um site falso que vai pedir as credenciais de acesso ao serviço bancário. Ou ainda uma página falsa que vai pedir dados pessoais, que são usados como chaves no Pix”, disse o analista.

A preocupação de Fabio Assolini é de que os golpes irão aumentar e a possibilidade de pessoas não conseguirem identificar o golpe, que poderá ocorrer pelo WhatsApp, E-mail, SMS, além de links de bancos com sites falsos.

“Tem usuário que vai bater o olho e perceber que o site é falso. Outros, não. Na dúvida, não confie no seu conhecimento. Delegue esse julgamento para um software de segurança. Quando se tem um antivírus instalado no celular ou computador, ele vai bloquear o acesso a essas páginas falsas . Hoje, os melhores antivírus do mercado são gratuitos, e aí é mais fácil estar protegido” Ressalta Fabio.

Para se proteger desse crime, existem aplicativos gratuitos de antivírus que conseguem detectar links falsos em celular. É importante sempre procurar informações no aplicativo oficial do banco ou até mesmo entrar em contato com a própria agência.

tags:

Comentários