Saúde

Municípios goianos têm restrições após aumento de casos da covid-19

O fechamento de estabelecimentos nos municípios visa reduzir o número de casos da doença no estado de Goiás

diario da manha
O fechamento de estabelecimentos nos municípios visa reduzir o número de casos da doença no estado de Goiás (Foto: Matheus Tagé/AT)

Municípios goianos adotam restrições para conter o avanço da Covid-19 após seis das 18 regiões entrarem em estado de calamidade. De acordo com o governo estadual, as medidas foram anunciadas visando a redução do número de pessoas em bares e templos religiosos nos municípios. Além da diminuição do horário de funcionamento.

Além disso, Goiânia foi classificada como crítica dentro do mapeamento fornecido pela Secretaria Estadual de Saúde de Goiás. Sendo assim, a previsão é que seja publicado um decreto até esta sexta-feira (19).

Em Goiânia, o setor Bueno lidera o ranking com 5,316 casos da covid-19, de acordo com o G1 – Foto: Divulgação Secretaria Estadual de Saúde de Goiás

De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde, Yves Mauro, a capacidade total de bares e templos religiosos será reduzida em 30%. Deste modo, locais que comportam mais de 1,7 mil pessoas passarão a receber até 500 pessoas em seus estabelecimentos.

No entanto, serão mantidas as normas de funcionamentos já presentes no decreto em vigor. Com isso, bares e restaurantes são obrigados a fechar até as 23h. E as lojas de conveniência e distribuidoras fecham às 22h. Alguns municípios goianos decretaram lockdown, cujo proíbe inclusive a venda de bebidas alcoólicas durante o seu vigor.

Comentários