Saúde

Governo e Secretaria de Saúde inauguraram Sala Lilás em Aparecida

diario da manha

O governo de Goiás e a Secretaria Estadual de Saúde inauguraram a Sala Lilás na 1ª Coordenação Regional de Polícia Técnico-Científica (1ªCRPTC–Aparecida), em Aparecida de Goiânia. Com atuação no âmbito da Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC) da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o espaço de 40 metros quadrados dispõe de estrutura organizacional semelhante à de Goiânia, que entrou em funcionamento em 2019.

O objetivo é garantir atendimento de forma qualitativa a todas as mulheres e crianças vítimas de violência e evitar a revitimização. Os trabalhos tiveram início nesta sexta-feira (23/10), logo após a inauguração, e serão 24h por dia.

Conforme orienta a Lei Maria da Penha, o atendimento estará a cargo de uma equipe de médicas especializadas, em um ambiente mais acolhedor e com recepção separada da geral do Instituto Médico Legal (IML) para mais privacidade. Atuarão ali 17 profissionais, sendo uma equipe de cinco por dia: um da Polícia Científica e quatro da Secretaria de Saúde (SES). Além da sala de atendimento médico, com toda a estrutura para realização dos exames, há um espaço para crianças na recepção, com uma pequena brinquedoteca.

Assim como para a Sala Lilás da capital, para a unidade de Aparecida o atendimento também foi pensado para ser de forma multidisciplinar, com enfermeiras, psicólogas e assistentes sociais. Para isso, foi firmado um termo de cooperação com a Secretaria de Saúde. “Assim que nós fomos acionados, disponibilizamos imediatamente todo o aparato profissional. A Secretaria de Saúde se coloca como uma grande parceira da Secretaria de Segurança Pública”, frisou o secretário Ismael Alexandrino. “Assim como a própria OMS [Organização Mundial de Saúde], entendemos que saúde não é ausência de doença, mas o completo bem-estar físico, social e mental, nos cabendo enxergar a completude do ser humano e a vulnerabilidade que mulheres e/ou crianças estão expostas no dia a dia,” completou.

Aparecida de Goiânia é o segundo município a receber este espaço, e o primeiro fora da capital, por questões de logística. Em Goiânia, a Sala Lilás opera desde 25 de novembro do ano passado, Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher, no Instituto Médico-Legal Aristoclides Teixeira (IMLAT), localizado no Setor Cidade Jardim. Desde então, registra uma média de 300 atendimentos por mês. Em 2019, ao todo, foram 1.590 exames realizados. De janeiro a setembro de 2020: 958.

Comentários