Saúde

Hospital de Itumbiara promove ação para colaboradores sobre saúde mental e setembro amarelo

Equipe de psicologia da unidade de saúde também está disponível para o apoio psicológico aos colaboradores

diario da manha

O Hospital Regional de Itumbiara São Marcos realizou na manhã desta quarta-feira, 10, uma programação especial em função da campanha Setembro Amarelo, mês de sensibilização e prevenção do suicídio.

Empenhada em mobilizar colaboradores acerca da conscientização dos cuidados com a saúde mental e prevenção do suicídio, a ação levantou o debate de como driblar a depressão e a ansiedade, utilização de práticas integrativas, além de fatores de risco e prevenção do suicídio.

A equipe de psicologia do hospital montou um mural para chamar a atenção dos colaboradores. “Paramos todos os colaboradores, um por um, entregamos um panfleto e falamos sobre a importância de cuidar da saúde mental e sobre o que significa o setembro amarelo”, explica a coordenadora multiprofissional e psicóloga Karine Araújo.

Karine ressalta a importância de chamar a atenção dos colaboradores de um hospital de campanha para os cuidados com a saúde mental. “Nós estamos sujeitos a muitas situações que causam estresse, angústia, exaustão física e mental. Com essa ação, a equipe de psicologia do hospital deixou claro que também está disponível para o apoio psicológico aos colaboradores. E ao perceber qualquer sinal de fadiga, estresse, ansiedade, isolamento, desesperança e humor deprimido os trabalhadores podem buscar ajuda na unidade”, revela.

Conscientização

O Setembro Amarelo é uma campanha criada com o intuito de informar as pessoas sobre o suicídio, uma prática normalmente motivada pela depressão. Mesmo com tantos casos notórios, crescentes a cada ano, ainda existe uma expressiva barreira para falar sobre o problema.

São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 01 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Comentários