Saúde

Hugo terá Comissão Interna de Gerenciamento

Comissão será composta por colaboradores, diretoria, entidades classista e de controle social; objetivo é aprimorar toda a estrutura, funcionamento e atendimento

diario da manha

O Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo) vai ter uma Comissão Interna de Gerenciamento, composta por servidores, pelos conselhos Estadual e Municipal de Saúde, além do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde/GO). Objetivo é que sejam aprimorados ainda mais os serviços prestados à comunidade, a qualidade do trabalhador e a estrutura do hospita.

Diretora-geral do Hugo, Dulce Xavier ressalta que todos fazem parte do hospital, e que a intenção maior é elevar a qualidade do atendimento e do trabalho ao servidor. “Nós vivemos uma gestão de união, e o servidor, a comunidade fazem parte desse trabalho, porque o Hugo tem atendimento humanizado tanto com os colaboradores, quanto com o paciente, a família e toda a sociedade. É primordial que esse tipo de integração aconteça”, esclarece.

Desde que o Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS) assumiu a gestão do Hugo, humanização no atendimento e no trato com o colaborador é um dos pilares. “Estar junto, ouvir as necessidades, as correções e o que pode sempre ser melhorado, é primordial. Nós temos essa intenção, e muito ainda vai ser feito”, conta Dulce.

Presidente do Sindisaúde, Ricardo Manzi avalia como positiva a criação de um grupo interno no Hugo para resolução de situações. “Sejam relacionados às relações e processos de trabalho, à questão de assistência, todas essas questões podem ser superadas e muito melhoradas”. Manzi ainda conta que a boa intenção e abertura ao diálogo por parte da diretoria é um sinal de transparência.

A mesma interpretação teve o presidente do Conselho Estadual de Saúde (CES-GO), Venerando Lemes. “A aproximação e o diálogo permite que soluções sejam encontradas. Para se melhorar algo, nada melhor do que este passo que demos, e o maior ganho deste processo todo é do usuário, que deve ter a tempo e à hora a assistência garantida”, revela.

Membro do Conselho Municipal de Saúde, Flaviane Alves Barbosa conta que a reunião feita com a diretoria do Hugo e as entidades é positiva, e revela a vontade que o Hugo tem em apresentar e manter transparência e dar respostas às questões feitas tanto pelo trabalhador, quanto para a sociedade. “O trabalhador tendo condições de trabalho, resulta sempre em atendimento de excelência, e queremos sempre isso do Hugo”, conclui.

Comentários