Política & Justiça

Vereador Willian Veloso comemora plano de vacinação por contemplar pessoas com deficiência

Parlamentar acredita que nova medida é um avanço na preservação das vidas dessas pessoas por elas estarem em constante exposição à infecção

diario da manha

O Ministério da Saúde publicou a 4ª edição do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, na segunda-feira (15), e passou a incluir todas as pessoas com deficiência permanente (PCD) como grupo prioritário da imunização.

O novo texto retirou o termo “severa” como condição para a priorização. O vereador Willian Veloso, do Partido Liberal, que defende a bandeira desse grupo, acredita que o ato oficial é um avanço na preservação das vidas dessas pessoas por elas estarem em constante exposição à infecção e aos impactos causados pela doença.

Segundo o vereador Willian Veloso, o novo plano reforça que todos os grupos prioritários serão contemplados com a vacinação de forma escalonada e na sequência definida por uma tabela.

“Só pelo fato de já estarmos na lista já é um grande avanço. Pela ordem a pessoa com deficiência está na 15ª de prioridade da vez, mas vamos lutar para que seja abreviada essa imunização”, diz.

O Ministério da Saúde publicou que a imunização segue uma escala por não dispor de doses de vacinas imediatas para todos os grupos em etapa única. Outra dificuldade informada pelo governo federal é que ainda não há possibilidade de definir as datas do início da vacinação dos grupos ainda não atendidos, por não haver, por parte dos fornecedores, cronograma regular de entrega de doses das vacinas Covid-19.

“Eu sou um defensor da prioridade de imunização da pessoa com deficiência. Já estive com o Secretário Municipal de Saúde e também com o prefeito Rogério Cruz solicitando apreciação dessa demanda”, diz.

O vereador Willian Veloso declarou que vai continuar cobrando para que, ao longo da campanha de vacinação, ocorram alterações na sequência de prioridades descritas pelo Governo. “Por enquanto, comemoramos essa primeira vitória, mas vamos continuar cobrando. A pessoa com deficiência faz parte do plano de imunização agora”, diz.

Comentários