Eleições 2020

Escândalo deve interferir no resultado das eleições de Trindade

Denúncias contra padre Robson e políticos começa a pesar nas pesquisas e diálogos de grupos políticos do município

diario da manha

Passado o vendaval em Trindade com as denúncias que envolvem a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), os moradores de Trindade passam a se confrontar com as articulações pelas eleições no município. Serão eles os responsáveis por renovar a cena política da cidade ou manter o atual ambiente.

O grupo que está no poder liderado pelo prefeito Jânio Darrot (PSDB) foi atingido com as denúncias, já que existia grande aproximação entre a entidade e os nomes da cúpula da prefeitura.

Além de Darrot, o vice Gleysson Cabriny e o vereador Marden Júnior foram citados pela Polícia Civil como grupo próximo da entidade criada pelo padre Robson. A quebra de sigilo da Afipe descobriu supostos repasses para pessoas físicas parentes dos políticos.     

Marden é companheiro de Rouane Carolina Martins, diretora financeira da Afipe, que seria considerada “braço-direito” do padre Robson. Investigada, ela seria a pessoa próxima ao grupo político que pretende vencer as eleições em novembro que mais conhece os supostos esquemas da Afipe.

Pré-candidato a prefeito, o vereador Marden diz que não teme o desdobramento das apurações do Ministério Público e Polícia Civil: “Não sou e nunca fui investigado”.

Marden diz que a propriedade do pai que é citada na investigação seria lícita: “Ela pertenceu à minha família por mais de 100 anos. E essa negociação foi toda realizada dentro da lei, declarada no imposto de renda e os recebimentos feitos direto na conta de meu pai”.

Pesquisas

Nos bastidores, adversários acreditam que as pesquisas já absorveram o impacto das denúncias. Marden aparece em terceiro nas sondagens, mas distante do primeiro e segundo colocado.

Ele substituiu a candidatura natural de  Gleysson Cabriny, que é o atual vice-prefeito. Nos bastidores, fala-se que a escolha ocorreu por maior proximidade dele com a entidade religiosa.   

A pesquisa Real Time Big Data, divulgada pela TV Record no início do mês mostrou o cenário eleitoral de Trindade após a divulgação do escândalo.

Conforme a pesquisa estimulada, Doutor Antônio teria 30% das intenções de votos e George Moraes pontuaria 22%. Marden aparece com 9% das indicações. Gleysson Cabriny e Roni registram 3%.

A troca de Marden chegou a ser cogitada por aliados, mas “o adiantado da hora”, diz um vereador do município, impede a troca. Para eles, a “troca” só assumiria a culpa de algo que tentam afastar diante. “O fato é que a cidade está muito machucada. Empresários temem que tudo isso prejudique a economia da cidade. Mas o fato é que manter algo errado também não pode, pois o problema pode ficar maior”, diz.  

Nas últimas horas, Marden recebeu apoio do médico Rogério Taveira (Progressistas), que pretendia concorrer ao pleito de novembro. Apesar do apoio, o pré-candidato não pontua nas pesquisas.     

Comentários