Política & Justiça

Pastor da Assembleia de Deus, Ministério Bethel, Welton Lemos disputa vaga na Câmara Municipal

“É preciso sair da indignação para a ação”, diz pré-candidato a vereador por Goiânia que prioriza trabalho social junto a comunidades carentes com a bandeira da renovação das práticas políticas

diario da manha

Pastor da Igreja Assembleia de Deus, Ministério Bethel, Welton Lemos, 43 anos, constrói a pré-candidatura à Câmara Municipal de Goiânia enquanto alternativa para a formação de um novo ciclo de lideranças comprometido com a renovação das práticas políticas em Goiás e no Brasil. “É preciso sair da indignação para a ação”, diz ele. “As eleições 2020 são a grande oportunidade para a escolha de prefeitos e vereadores realmente comprometidos com as transformações que a sociedade tanto requer”, afirma.

Welton Lemos, há 18 anos, ingressou na Assembleia de Deus, Ministério Bethel, e se tornou um dos dirigentes desta que é uma das mais sólidas e importantes denominações cristãs do país. Casado com a psicóloga Gizza Laurene há 16 anos, pai de três filhos, é genro do pastor Gentil Rosa Oliveira, o grande líder da congregação e uma das vozes mais respeitadas do meio evangélico brasileiro.

Ao lado da missão pastoral que exerce, Welton Lemos desenvolve um trabalho diário no plano social, junto a comunidades carentes dos diversos bairros de Goiânia. Diante da pandemia do coronavírus, priorizou as ações em amparo às famílias que, de uma hora para outra, perderam o sustento. Na semana passada, realizou seguidas reuniões na região Noroeste da capital em busca de alternativas para ajudar trabalhadores informais, que ganhavam a vida como ambulantes.

“São nestes momentos, de grandes provações, que deveríamos ter dirigentes públicos à altura para socorrer milhares de famílias que, simplesmente, não têm o que comer”, pondera Welton Lemos. “Independente do resultado das eleições, o meu trabalho vai continuar nesta vertente social”, diz. “Há uma grande aflição que atinge os que estão lá na ponta, os que perderam o ganha-pão, os que vivem a agonia, a angústia e o desespero”, alerta.

Formado em Administração de Empresas pela Universidade Salgado de Oliveira, filho de Marly e João Dornelas, primogênito de quatro filhos, Welton Lemos nasceu em Araguaína (TO) e teve a infância e adolescência marcadas por grandes dificuldades. Começou a trabalhar muito cedo, aos oito anos de idade, em uma beneficiadora de arroz, no município de Piçarra (PA), ao lado do pai. Aos 19 anos, mudou-se com a família para Goiânia.

Depois de morar de favor na residência de um tio, Welton Lemos e família se instalaram num barraco de dois cômodos na Cidade Satélite e, depois, no Jardim Tiradentes, em Aparecida de Goiânia. Em uma noite de Natal, seu irmão, Welson, foi cruelmente assassinado. “Essa perda trouxe dor profunda em nossos corações”, lamenta. “Tantas adversidades reforçaram em mim a determinação de continuar a luta pelos meus sonhos e de meus familiares”, afirma. “Saía de casa, sempre às 5h30 da manhã, para conseguir chegar pontualmente no trabalho às 8h, sempre com ônibus lotados”, lembra. “Retornava após a meia-noite, depois de trabalhar o dia todo e fazer cursinho, até chegar à faculdade”, relata.

Welton Lemos continua a percorrer a cidade em sucessivas visitas em que recebe apoio de lideranças dos mais diversos segmentos que acreditam em seus ideais. “Minha base vem de homens e mulheres de caráter inquestionável e posições muito definidas na defesa da honestidade e da transparência”, afirma. “O engajamento de centenas de moradores na minha pré-campanha é fruto da confiança e da esperança em uma nova política, com uma base ética forte”, conclui.

Comentários