Política & Justiça

PF tem cinco dias para ouvir Sergio Moro sobre declarações contra Bolsonaro

Decisão é do ministro do STF Celso de Mello e atende ao pedido de urgência de parlamentares sobre a questão

diario da manha

A Polícia Federal (PF) tem cinco dias para ouvir o depoimento do ex-ministro da Justiça Sergio Moro sobre as acusações contra o presidente da República Jair Bolsonaro (Sem Partido). A decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, que anteriormente tinha estipulado o prazo de 60 dias, mas na noite da última quinta-feira (30/4) estipulou o novo prazo.

O decano seguiu o apelo de três parlamentares sendo eles o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e os deputados federais Tabata Amaral (PDT-SP) e Felipe Rigoni (PSB-ES) que envolve inquérito aberto para investigar a conduta de Bolsonaro.

A decisão do ministro do STF foi encaminhada para o procurador-geral da República, Augusto Aras, para que o mesmo tenha conhecimento do pedido e também para os parlamentares que encaminharam o pedido ao supremo.

O decano também analisou um pedido de habeas corpus de um advogado que buscava reverter as exonerações de Sergio Moro e do ex-direitor-geral da Polícia Federal Mauricio Valeixo, mas Mello não considerou que o pedido seja o instrumento para ação.

STF autorizou abertura de inquérito para investigar declarações de Moro contra Bolsonaro na última terça-feira

Na última terça-feira (28/4) o ministro Celso de Mello atendeu o pedido da PRG, e autorizou a abertura de inquérito sobre as declarações do ex-ministro Sergio Moro da tentativa de Bolsonaro intervir nos trabalhos da PF.

Entre os crimes apontados nas declarações do ex-ministro estão obstrução da justiça, falsidade ideológica e que devem ser investigados por meio das informações que serão apresentadas pelo ex-ministro

*Com informações do G1

Comentários