Política & Justiça

Pesquisa Datafolha: rejeição a Bolsonaro bate recorde com 43%

Rejeição a gestão de Jair Bolsonaro aumentou desde o último levantamento feito em abril e bate recorde.

diario da manha
Foto: Reprodução

De acordo com uma pesquisa feita pelo Datafolha nos últimos dias 25 e 26 de maio, o número de brasileiros insatisfeitos com a atual gestão do presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), bateu recorde essa semana alcançando 43% de votos para ‘ruim ou péssimo’ nos índices gerais.

Ao todo 2.069 cidadãos adultos foram ouvidos pela pesquisa e destes 33% aprovam o governo do atual presidente. Apenas 22% dos participantes escolheram a opção ‘regular’, sofrendo uma queda de 4 pontos percentuais desde o último levantamento em abril.

Reprodução/ Folha Uol

De acordo com o Folha Uol, Jair Bolsonaro têm o pior índice de aprovação de presidentes no Brasil desde 1989, considerando-se o tempo de mandato, que teve início no dia 1.º de janeiro de 2019. Desde a última eleição há um aumento no pólo de rejeição do presidente.

Dentre a classificação por grupos com base em condições socioeconômicas, entre aqueles que recebem mais de 10 salários mínimos é possível observar a mudança, antes aprovavam a presidência de Jair Bolsonaro e atualmente têm 49% de rejeição, considerando a gestão dele ruim ou péssima.

Outro grupo de classificação que demonstra reprovação à Bolsonaro é o de pessoas com formação superior, dentre estes 56% são contrários a atual gestão. Entre os que têm ensino fundamental os números alcançam 36% de rejeição.

37% dos entrevistados pelo Datafolha avaliam que Bolsonaro nunca se comporta de forma adequada ao cargo que exerce. Os que acham que as ele não se comporta como um presidente da República deveria se comportar na maioria das vezes totalizam 23%. Já o número dos que acreditam que ele se comporta adequadamente como um presidente em todas as ocasiões de 13%.

Bolsonaro e os reflexos da pandemia

Desde o inicio da pandemia, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), demonstra uma posição contrária ao isolamento social sendo favorável a manutenção da abertura do comércio. De acordo com levantamento essa postura reflete nas avaliações sobre a presidência.

50% das pessoas ouvidas aderem ao isolamento e só saem de casa quando é inevitável, destes 48% rejeitam Bolsonaro. Outros 47% que desaprovam o governo atual estão entre as pessoas que já tiveram coronavírus ou conhecem alguém que já contraiu a doença.

Os moradores de regiões metropolitanas, que tem sofrido mais com a Covid-19 também tem maior índice de desaprovação com 49% do que de aprovação 32%. A região do Nordeste permanece com resistência ao governo de Bolsonaro com 48% de rejeição e o Sudeste com 45%.

Em contrapartida, as pessoas ouvidas que são a favor do relaxamento social demonstram apoio a Bolsonaro, o índice de aprovação dele diante desse grupo é de 53%, esse número o considera bom ou ótimo.

A pesquisa foi realizada via telefone com questionários rápidos e possui uma margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Comentários