Política & Justiça

Líder nas redes sociais, Caiado usa espaço para esclarecer sobre vírus

Caiado é governador mais popular das redes sociais. Índice Quaest, que avalia 40 variáveis em cinco tópicos, coloca gestor na dianteira, com aumento de 13% em relação ao mês anterior

diario da manha
Deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO) concede entrevista à imprensa. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Novo estudo do índice Quaest Consultoria, ferramenta mais completa de avaliação de desempenho em redes sociais, divulgou relatório nesta semana que mostra o goiano Ronaldo Caiado (DEM-GO) como primeiro colocado dentre os governadores do país.

O mais interessante é que Caiado tem usado as redes para informar sobre o coronavírus. Na terça-feira, 17, ele já elogiou o trabalho da imprensa no combate do vírus, agradecendo os veículos e jornalistas pela colaboração.

Para ele redes e imprensa são essenciais na conscientização do povo goiano quanto ao estado de calamidade e de pandemia.

Desde fevereiro, o gestor fala nas redes e imprensa como médico sobre medidas a serem adotadas e os riscos.

Dentre os comunicados, a forma de transmissão, a necessidade de respeitar quarentena e como buscar tratamento em Goiás.

O uso das redes tem sido canal essencial, uma vez que Caiado tem grande engajamento na rede, identifica o Índice de Popularidade Digital (IPD).

A análise que aponta Caiado como líder é referente ao desempenho em fevereiro, quando o governador de Goiás foi um dos principais debatedores da redução do ICMS dos combustíveis. Marca também o início da discussão do coronavírus no país, já que Goiás recebeu 58 pessoas vindas de Wuhan, na China, e Caiado foi um dos principais articuladores da receptividade destes repatriados na Base Aérea de Anápolis.

O Índice Quaest é um dos mais requisitados pela imprensa para analisar performance nas redes, hoje um instrumento de impacto na formação da opinião pública. Ao lado da imprensa, as redes sociais são os suportes que mais delineiam conteúdos e reações do que tradicionalmente chamamos de opinião pública – conjunto de opiniões que, em última instância, se consolidam em votos e adesões. Em janeiro, avaliação utilizada pela  “Folha de S. Paulo” já atestava a liderança de Caiado nas redes.

De acordo com o estudo de fevereiro, divulgado nesta semana, o gestor goiano consegue uma grande frente no engajamento em comparação a governadores como Wilson Witzel (RJ), Rui Costa (BA), Flávio Dino (MA), Romeu Zema (MG) e João Doria (SP).

Os governadores do Rio de Janeiro, Bahia, Maranhão, Minas Gerais e São Paulo, por exemplo, são menos convincentes em suas postagens, o que gera menor engajamento positivo nas publicações.

“A grande produção de comentários positivos indica uma maior concordância com as atitudes do gestor. No caso da política, vivemos hoje uma maior busca de sinceridade do que frases de efeito. Caiado tem procurado esta manifestação. Apesar de contundente é também educado, tentando dialogar com vários segmentos. Tem dito, por exemplo, que o produtor rural, o trabalhador comum, o empreendedor tem que ser tratado como ‘excelência’. É uma forma diferente de reconhecimento. Caiado anda livre nas redes. Ao contrário, existem políticos que desapareceram delas com receio da reação pública”, analisa Ulisses Aesse, jornalista pela UFG e especialista em marketing digital pela Faculdade Cambury.

De acordo com a Quaest, a entidade mede 40 variáveis em cinco dimensões, caso de fama dos personagens públicos (quantos seguidores tem), engajamento (comentários por postagem), mobilização ( compartilhamento das postagens), valência ( reações positivas e negativas às postagens) e presença ( quantas redes ativas e presença nelas).

A valência negativa de Caiado é considerada a mais baixa nas avaliações, já que seu sucesso é exatamente a grande manifestação de concordância e sinais positivos – são medidos até mesmo os emoticons e carinhas alegres ou tristes.

Das redes, Caiado usa bastante o Twitter, considerada rede social dos grandes debatedores, para comunicar fatos de relevância e de interesse público. Para a Quaest, a relação saudável entre o governador de Goiás e o presidente da República é um dos segredos da grande performance de Caiado.  

Mas o governador goiano sempre foi um dos principais líderes nas redes, seja como deputado federal seja como senador. “Continuarmos a mensuração da popularidade digital dos (as) governadores (as) estaduais em fevereiro de 2020. Enfatizando sua proximidade com Jair Bolsonaro, o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM-GO), melhorou seu desempenho e aparece como governador de estado com maior popularidade digital no IPD da Quaest. Helder Barbalho (MDP-PA) subiu cinco posições e agora assume a segunda colocação no nosso ranking, seguido de Rui Costa (PT-BA). Em relação ao mês anterior, o maior destaque é a queda de Romeu Zema (Novo-MG), que perdeu capacidade de mobilização em suas redes e caiu 3 posições. Camilo Santana (PT-CE) e Flávio Dino (PC do B-MA), que haviam crescido no período anterior, perderam agora cerca de 10% de popularidade no comparativo”.

É preciso lembrar que a avaliação divulgada agora pela Quaest não abrange os últimos acontecimentos da pandemia COVID 19. Por exemplo, o diálogo contundente e franco de Caiado com manifestantes pela volta da ditadura, em que o governador pediu fim de protesto em defesa do combate ao coronavírus serão mensurados no próximo estudo da Quaest.

ÍNDICE DE POPULARIDADE DIGITAL

Personalidade      IPD

1 – Ronaldo Caiado – 62.13 (13.1%)

2 – Helder Barbalho – 54.04 (23.4%)

3 –  Rui Costa – 51.17 (1.94%)

4 –  Romeu Zema – 50.45 (-8.15%)

5 – Camilo Santana – 49.16 (-7.33%)

6 – Flávio Dino – 45.51 (-14.2%)

7 –  João Doria – 43.38 (-14.0%)

8 –  Coronel Marcos Rocha – 33.14 (21.8%)

9 –  Eduardo Leite – 32.3 (-14.2%)

10 – Ratinho Junior –  31.12 (-22.1%)

Comentários