Política & Justiça

Lissauer defende autonomia e reforça produtividade para o retorno dos trabalhos na Assembleia Legislativa

Para o presidente da ALEGO, os trabalhos devem atingir um alto rendimento, assim como foi em 2019

diario da manha

Com boa expectativa para o retorno dos trabalhos legislativos do segundo biênio da 19ª Legislatura, previsto para o dia 18 de fevereiro, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB), ressaltou que, assim como foi em 2019, as atividades deste ano no Parlamento goiano também devem atingir um alto rendimento. Segundo ele, a tendência é de que 2020 seja um ano mais tranquilo, uma vez que a tramitação das matérias polêmicas já foi concluída.

“Estamos animados com o início dos trabalhos deste segundo biênio. Acredito que 2020 será um ano menos conturbado, principalmente porque conseguimos deliberar as matérias mais polêmicas no final do ano passado. Vamos continuar priorizando os projetos de interesse de toda população do Estado de Goiás, em especial, o que trata da encampação da Enel, que vai à segunda votação assim que retornarmos ao plenário”, destacou o presidente Lissauer.

Aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Alego e em primeira votação em plenário por unanimidade em dezembro do ano passado, o projeto não foi apreciado em votação definitiva por conta da pauta cheia no fim de 2019. “Como estávamos com muitas matérias polêmicas, não tínhamos tempo hábil para tratar dessa pauta da encampação da Enel, tanto que fomos até dia 21 de dezembro. Preferimos colocar agora na volta dos trabalhos legislativos. Com certeza será pautado na primeira semana”, afirmou.

Outro ponto destacado pelo presidente Lissauer é com relação à presença dos deputados nas sessões. De acordo com o parlamentar, apesar de 2020 ser um ano eleitoral, ele manterá como prioridade a assiduidade dos parlamentares, assim como foi no ano passado. “Em 2019 tivemos a participação maciça dos deputados. Poucas ou quase nenhuma sessão foi encerrada por falta de quórum. Isso é importante de frisar, pois era um problema que existia. Neste ano vamos trabalhar para continuar mantendo esse quórum positivo, mesmo sendo um ano político”, afirmou.

Gestão independente

Conduzindo uma gestão independente à frente da Alego, o presidente Lissauer também reforçou que continuará pautado pelo diálogo, transparência e independência. Desde que assumiu o comando do Parlamento goiano, o chefe do Poder Legislativo vem desenvolvendo uma administração voltada para a autonomia da Casa de Leis, conduta que, segundo ele, é essencial para o equilíbrio e para a harmonia entre os Poderes.

“A autonomia que pregamos é defender o Parlamento acima de tudo, mas sem radicalismo, sem atrapalhar as matérias de interesse do governo e fazendo os ajustes necessários. Nós conquistamos aquilo que precisávamos. Ser autônomo não significa ser inimigo ou adversário. Vamos continuar mantendo essa conduta durante toda a nossa gestão”, pontuou.

Valorização da imprensa

Com o objetivo de otimizar e valorizar o trabalho dos jornalistas que cobrem diariamente as atividades legislativas no Parlamento goiano, o presidente Lissauer Vieira determinou a reformulação da área reservada aos assessores parlamentares e aos profissionais da imprensa. O espaço está sendo ampliado e deve comportar um número maior de repórteres e cinegrafistas.

“Sabemos da importância da cobertura jornalística para levar informação aos cidadãos e, ao mesmo tempo, reforçar a transparência da nossa Casa de Leis. Para aprimorar e valorizar ainda mais esse trabalho, que é essencial, estamos ampliando o espaço reservados aos jornalistas, além de reformular a área destinadas aos assessores parlamentares”, disse o presidente.

Comentários