Política & Justiça

Seguidores de Daniel Vilela criticam dissidentes do MDB

diario da manha
Paulo Cezar Martins

Deputados, prefeitos, verea­dores e demais lideranças do MDB criticam filiados que agem para desagregar a oposição e reafirmam apoio à pré-candida­tura do deputado federal Daniel Vilela ao governo de Goiás. Eles se referem à dissidência lide­rada pelos prefeitos Adib Elias (Catalão), Paulo do Vale (Rio Verde), Ernesto Roller (Formo­sa), Renato de Castro (Goiané­sia) e Fausto Mariano (Turvâ­nia) e pelo deputado estadual José Nelto, agora desfiliado.

Da tribuna da Assembleia Le­gislativa, o deputado estadual Pau­lo Cezar Martins diz que “o MDB tem que ser respeitado e aqueles que não aceitam o estatuto do par­tido, que façam suas desfiliações e vão apoiar quem quiserem”.

Também na tribuna da Assem­bleia, o deputado Wagner Siqueira disse que não viu novidade na ati­tude dos dissidentes. “Ora, não vi nada de novo do que já existia. Não se perde o que não se tem.”

O presidente da Câmara Muni­cipal de Goiânia, Andrey Azeredo, disse que o MDB tem pré-candi­dato e que a minoria insatisfei­ta não vai se impor à escolha da maioria. “O MDB tem um exce­lente pré-candidato colocado, que é Daniel Vilela, e que será ho­mologado na convenção do parti­do no momento adequado e será, com a vontade do povo e as bên­çãos de Deus, o nosso futuro go­vernador. Não pensem aqueles que estão insatisfeitos que vão mi­nar a pré-candidatura de Daniel Vilela, porque não conseguirão.”

O vereador Clécio Alves subiu na tribuna da Câmara de Goiânia para defender o pré-candidato do MDB e fez duras críticas ao movimento dissidente, sugerindo que, se que­rem apoiar candidatura de outro partido, que deixem o MDB. “Da­niel Vilela não é adversário. Nosso adversário está no Palácio das Es­meraldas e o momento político é de mudar o Estado”.

Wagner Siqueira,Andrey Azeredo,Clécio Alves

Comentários