Política & Justiça

Psol define nome à Casa Verde

diario da manha
Weslei Garcia

O Partido Socialismo e Liber­dade [Psol], fundado em 2004, em uma dissidência à esquerda do PT, define, neste domingo, de 14h às 17h, em fórum da executiva esta­dual, o nome da legenda que dis­putará a eleição ao Governo do Es­tado de Goiás. A sigla possui duas opções: o professor universitário Weslei Garcia, membro da ten­dência interna Unidade Socialista, e o especialista em Direitos Huma­nos, Fabrício Rosa. O partido quer definir ainda a política de alianças.

A tendência, hoje, é de o Psol celebrar acordos políticos e elei­torais apenas com o Partido Co­munista Brasileiro e o Partido Socialista dos Trabalhadores Uni­ficado. Fundado em 25 de março de 1922, em Niterói, Rio de Janei­ro, por nove trabalhadores, o PCB poderia ocupar a vice ou uma das duas vagas ao Senado da Repúbli­ca. A professora do IFG Marta Jane é o sonho de consumo de 10 entre 10 membros da Frente de Esquer­da. Ela possui densidade eleitoral.

PSTU

Criado em 1994, depois de ser expulso do PT, como Convergên­cia Socialista, o PSTU já foi procu­rado para a formação, em Goiás, de uma Frente de Esquerda – Psol, PCB e PSTU. O advogado, espe­cialista em Direito do Trabalho, de linhagem marxista em sua ver­são trotskista, Rubens Donizeth, é uma alternativa à vice ou à uma das vagas ao Senado Federal. Ja­van Rodrigues, operário aposen­tado, que disputou as eleições à Casa Verde, em 2002, é lembrado.

O nome mais forte dentro do Psol para domingo é o de Weslei Garcia. A sua corrente tem duas expressões nacionais: Ivan Valen­te [SP], deputado federal, e Edmil­son Rodrigues [PA], atual deputa­do federal e ex—prefeito de Belém, capital do Estado do Pará. A Uni­dade Socialista [US] mantém tam­bém uma relação fraterna com a deputada federal e ex – prefeita de São Paulo Luiz Erundina, que so­nha em criar o ‘Raiz’. Weslei Garcia apoia Guilherme Boulos em 2018.

– O líder do MTST, Guilherme Boulos, é a expressão dos movi­mentos sociais à Presidência da República nas eleições de 7 de ou­tubro de 2018. Plínio Arruda Sam­paio Jr. é o seu adversário interno.

Fabrício Rosa, Guilherme Boulos e Plínio A

Comentários