Política & Justiça

100 comissionados exonerados

diario da manha

O presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) anunciou ontem a redução de seis para três diretorias, exoneração de 100 servidores comissionados, o que vai resultar em economia mensal de R$ 500 mil. Algumas funções executadas em algumas áreas foram incorporadas em outras. Os temporários que ficarem terão salário reduzido.

A companhia passa a ter as diretorias Administrativa-Financeira, Planejamento e Operacional (que absorveu as diretorias de Urbanismo, Coleta e Infraestrutura). Na Diretoria de Planejamento assume Heyler Luiz Leão, na Operacional o titular é Ailson Alves da Costa e a Administrativa-Financeira será chefiada por Rodrigo Forti.

Segundo o presidente, a maioria atua na área administrativa da companhia. Os temporários que ficarem terão o salário reduzido em R$ 500. Além disso, há a previsão de outras ações como o acompanhamento de gastos com combustíveis e hora extra.

“Monitorando gasto com combustíveis, com horas extras, vai haver uma redução de 500 reais de todos os salários de comissionados. Demitir 100 servidores comissionados, a maioria na área administrativa e ligados a diferentes partidos”.

Edilberto Dias destacou que alguns funcionários estão à disposição de outros órgãos da prefeitura. Foi afirmado que o Município terá que arcar com o ônus destes servidores. De acordo com o presidente, o recurso economizado poderá ser revertido em benefícios a população.

“O objetivo é economizar e fazer mais gastando menos. Nós estamos exonerando 100 funcionários comissionados, temos poucos comissionados. Com o dinheiro que será economizado vai ser empregado na compra e locação de equipamentos e assim teremos condições de atender melhor a população. Só tínhamos uma moto serra aqui na Comurg, hoje já são 20” explicou.

Durante a solenidade de posse dos novos diretores, o presidente Edilberto Dias fez promessa para que a cidade fique totalmente limpa em 3 meses.

Durante apresentação do novo organograma, Edilberto Dias explicou que a reestruturação visa cumprir determinação do prefeito Paulo Garcia, que pediu agilidade, otimização, transparência e economia no órgão.

Comentários