Mundo

Atriz da Era de Ouro de Hollywood, Rhonda Fleming, morre aos 97 anos

Sua época foi marcada pela chegada da coloração dos filmes por meio da tecnologia Technicolor

diario da manha

A atriz Rhonda Fleming morreu aos 97 anos na última quarta-feira (14), na Califórnia, Estados Unidos. Ela estava internada no Hospital Saint John’s Health Center, em Santa Monica. A assistente pessoal da atriz, Carla Sapon, confirmou o falecimento ao jornal New York Times. No entanto, não divulgou a causa. As informações são do G1.

Segundo a publicação, esteve à frente das câmeras em uma das obras de Alfred Hitchcock: “Quando Fala o Coração”, de 1945. Sua época foi marcada pela chegada da coloração dos filmes por meio da tecnologia Technicolor.

Conforme a matéria, ela foi considerada uma das musas da Era de Ouro de Hollywood, período entre os anos 1940 e 1950. Atuou com grandes nomes do segmento como: Burt Lancaster, Kirk Douglas e Charlton Heston. Inclusive, participou de ao menos quatro produções ao lado de Ronald Reagan. O futuro presidente dos Estados Unidos foi ator antes de entrar na vida política.

De acordo com a reportagem, sua carreira também envolve a televisão e o teatro. Na TV ficou aproximadamente dez anos. Já nos palcos, esteve na Broadway com a comédia “The Woman”. O espetáculo de 1973 foi composto somente por mulheres. Apesar da versatilidade nas diferentes artes se destacou mais no cinema, onde em 15 anos fez mais de 30 filmes.

Assim como enfatiza o G1, Rhonda Fleming foi na verdade o nome artístico de Marilyn Louis. Ela foi descoberta aos 19 anos por um olheiro, período em que começou a carreira em estúdio. A atriz deixa um filho, Kent Lane, duas netas, cinco bisnetos e dois tataranetos.

Comentários