Mundo

Escultura de escravocrata é substituída em protesto por integrantes do ‘Vidas Negras Importam’

A estátua de Edward Colston - traficante de escravos foi derrubada e atirada em um rio durante um protesto do movimento Black Lives Matter e no lugar foi colocada uma escultura de uma manifestante negra

diario da manha
Foto: Reprodução

Na madrugada desta quarta-feira (15), na cidade de Bristol, Inglaterra, integrantes do movimento Vidas Negras Importam substituíram a estátua de Edward Colston por uma escultura de uma manifestante negra. O monumento recém-colocado retrata Jen Reid erguendo os punhos.

A estátua do mercador de escravos que atuava na África Ocidental durante o século 17 havia sido derrubada por militantes durante um ato antirracista. Na ocasião os manifestantes além de derrubarem o monumento da cidade portuária, atiraram a obra em um rio localizado na região.

Foto: Reprodução

O protesto era contra a morte de George Floyd, um homem norte-americano negro de 46 anos, que estava sob custódia da polícia de Mineápolis quando foi agredido e morto em 25 de maio pelo então agente Derek Chauvin.

De acordo com o jornal Guardian, a escultura de Jen Reid foi instalada por um grupo dirigido por Marc Quinn, o artista responsável pela obra. Ele postou uma foto ao lado da escultura em seu Instagram onde a intitula de ‘Um Rompante de Poder (Jen Reid) 2020’.

“A moradora Jen Reid e eu apresentamos uma nova instalação pública temporária, afirmou Quinn. Durante entrevista a rede BBC ele disse que achava que era algo que o povo de Bristrol gosta de ver. Ele é conhecido por sua estátua de uma gestante com deficiência instalada na Trafalgar Square, em Londres.

Apesar de alguns moradores elogiarem o ato, o prefeito do município defendeu que o futuro do que deveria substituir a antiga estátua de Colston que ocupava o lugar teria que ser decidido pelo povo da cidade e que não havia permissão para a substituição da obra.

*Com informações do G1.

Comentários