Meio Ambiente

Goiânia: poluentes cobrem parte do lago do Parque Cascavel

Agência do Meio Ambiente afirmou que ação é efeito da poluição do solo. Equipe da prefeitura está no local para a remoção dos resíduos e limpeza

diario da manha

O lago do Parque Cascavel amanheceu parcialmente coberto por uma espuma branca, na manhã desta terça-feira (13), em Goiânia. Moradores da região ficaram incomodados com a situação e a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) foi acionada.

Depois de análises a Amma informou que a situação é proveniente da poluição do solo da região, pois, com as primeiras chuvas, os resíduos foram parar na água.

Logalizado na região sul da capital, o Parque Cascavel íntegra três bairros: Jardim Atlântico, Parque Amazônia e Vila Rosa. A formação de espuma já foi registrada anteriormente, em 2019. Para a Amma, à época, um laudo confirmou que a ocorrência foi devido a poluição.

De acordo com o gerente de monitoramento ambiental da Amma, Antônio Júnior Gonçalvez, destacou que os moradores da região necessitam desfazer do lixo de maneira adequada, para não acarretar a degradação dos mananciais e nem a morte de peixes.

“O período de seca tem uma intensificação da poluição na cidade. Por outro lado, os resíduos vão de acumulando no solo. Com a chuva, os dejetos são carregados para o curso d’água. Embalagens, frascos de detergente, óleo e tudo mais que chega no manancial causam uma alteração no PH- acidez e no oxigênio da água, podendo causar a morte de peixes”, avaliou Gonçalvez.

De acordo com o site G1, a Amma informou que a Prefeitura de Goiânia já está no parque para fazer o processo de limpeza da água e remoção dos resíduos sólidos. O órgão ainda detalhou que, além do Cascavel, em outros parques estão sucedendo a mesma situação de poluição, como o Carmo Bernardes, no Setor Parque Atheneu e o Ribeirão Anicuns. No entanto, por causa da correnteza, a espuma não é tão aparente quanto no lago.

Comentários