Meio Ambiente

Nuvem de gafanhotos próxima ao Brasil diminui segundo governo argentino

Baixa temperatura contribuiu para a locomoção dos insetos na província de Corrientes

diario da manha
Foto: Reprodução

Segundo o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa), houve uma diminuição da população de gafanhotos na província de Corrientes, que fica na fronteira com o Brasil e Uruguai.

A nuvem, atualmente, está localizada a 55 km a oeste de Curuzú Cuatiá, cidade distante 180 km do município de Barra do Quaraí, no Rio Grande do Sul.

As autoridades argentinas informaram que os resultados deste sábado (27), se deram após ações aéreas realizadas pela província de Corrientes. Ainda afirmou que as baixas temperaturas contribuíram para o deslocamento dos insetos, que estão sendo monitorados por uma equipe de especialistas da Senasa.

Neste domingo (28), o órgão e a província trabalharam em parceria nas ações no combate a nuvem de gafanhotos. Dessa vez, porém, as medidas foram terrestres.

As baixas temperaturas, juntamente com a previsão de chuvas, podem beneficiar o Brasil, ao evitarem que a praga entre no país. Na última quinta-feira (25), o Ministério da Agricultura declarou estado de emergência fitossanitária no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, por risco de surto da praga.

*Com informações do Portal Terra

Comentários