Internacional

Filipinas ordena retorno de sua embaixadora no Brasil após 'maltratar' funcionária

Imagens da câmera de segurança da embaixada mostram puxões de cabelo, beliscões, tapas e puxões de orelha na vítima

diario da manha
Marichu é diplomata de carreira e foi nomeada para embaixadora no Brasil

O governo das Filipinas ordenou, nesta segunda-feira (26/10), o retorno de sua embaixadora no Brasil. A diplomata, Marichu Mauro, foi convocada de volta ao país asiático depois de ter sido flagrada agredindo uma empregada doméstica na residência diplomática, em Brasília (DF).

“A embaixadora das Filipinas no Brasil foi chamada de volta imediatamente para explicar os maus-tratos à sua equipe de serviço”, confirmou o secretário de Relações Exteriores do país, Teodoro Locsin Jr., em suas redes sociais.

MACHISMO NO AUTOMOBILISMO

O anúncio foi feito depois de que a GloboNews transmitiu imagens de uma câmera de segurança que, segundo indicaram, mostram Mauro agredindo repetidamente uma funcionária de sua equipe doméstica. As imagens captaram agressões físicas, como beliscões, tapas e puxões de orelha.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, Marichu Mauro, que foi enviada ao Brasil em 2018, também tinha jurisdição na Colômbia, Guiana, Suriname e Venezuela. De acordo com o órgão, a diplomata está sendo investigada.

Por nota, o Departamento de Relações Exteriores das Filipinas ainda informou que a funcionária de 51 anos retornou ao país asiático no dia 21 de outubro, em que agora as autoridades buscariam sua cooperação neste caso. Ela não gravou entrevista e disse apenas que está feliz em voltar para casa.

Comentários