Internacional

Registros de contágio por novo coronavírus passam de 300 mil no mundo

O diretor-geral da OMS afirmou que praticamente todos os países já confirmaram casos de Covid-19, e pediu o comprometimento de políticos e autoridades

diario da manha
Foto: reprodução/R7

O surto do novo coronavírus continua aumentando em ritmo acelerado, já são 300.000 casos confirmados no mundo e registros de notificações em quase todos os países, declarou nesta segunda-feira (23), o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS, pediu empenho político de autoridades mundiais e anunciou que se dirigirá aos líderes do G20 nesta semana. Reforçará que trabalhem juntos para aumentar a produção de equipamentos de proteção para os profissionais da saúde.

Segundo o responsável pelo programa de emergências da OMS, Mike Ryan, indagado sobre os Jogos Olímpicos de Tóquio, que estão previstos para iniciar em 24 de julho, afirmou acreditar que serão tomadas decisões sobre o futuro do evento muito em breve. Mike Ryan concluiu: ” Temos toda confiança de que o governo japonês e o Comitê Olímpico Internacional (COI), não prosseguirão com os jogos se for perigoso para atletas e espectadores.

Há necessidade de testar casos de coronavírus no mundo destacou OMS

Para o diretor-geral da OMS, “Nós precisamos lutar contra isso juntos”. Neste momento de pandemia, a solidariedade e liderança dos governos é primordial para conter o coronavírus.

O soutor Michael J. Juan, considerou que os testes precisam ser eficientes e que países precisam testar o maior número possível de pessoas, para conseguir atendê- las. Os especialistas sustentam que governos devem testar os casos suspeitos de coronavírus estrategicamente e manter os infectados isolados para o tratamento.

Com o avanço de casos do coronavírus, o número de mortes aumenta todos os dias. Já foram computados quase 15 mil mortes, com a Itália liderando o número. Não existe ainda uma vacina testada e com eficácia comprovada, “mas é preciso trabalhar rápido”, afirmou Tedros.

Maria Van Kerkhove, especialista da OMS, acrescentou: “Testar é a chave”! Para ela é necessário testar aqueles que estão com os sintomas, para confirmar as suspeitas.

*Com informações da OMS

Comentários