Internacional

Os impactos do Coronavírus na economia Brasileira

diario da manha

A economia chinesa que teve um crescimento econômico substancial nos últimos anos, começa a sofrer uma desaceleração por conta da epidemia do Coronavírus. Os economistas de bancos como o UBS e o Itaú, apontam uma estimativa de queda de 6% para 5,4% e 5,8%, respectivamente.

Essa queda na economia chinesa também impacta o mercado brasileiro, já que a China se tornou o principal destino das exportações brasileiras, com 29% de participação, segundo o Ministério da Economia.

O país asiático além de significativo importador de commodities brasileiras, também tem papel relevante como fornecedor para a indústria global, incluindo a brasileira, de produtos e insumos eletroeletrônicos.

Devido ao surto, muitas cidades chinesas permanecem em quarentenas, com comércio, escolas e fábricas fechadas, em uma tentativa de controlar a epidemia. Com a escassez de insumos vindo da China e a alta do dólar, a estimativa é o aumento dos preços de insumos importados pelo Brasil.

Possível queda nas exportações Brasileira

As principais commodities que o Brasil exporta para a China são a soja (30%), petróleo (24%) e minério de ferro (21%). Os produtos tiveram uma queda em seus preços desde que começaram a ser confirmados os primeiros casos da doença.

Os efeitos podem ser temporários, mas segundo Bartolomeu Braz, presidente da Aprosoja, que representa os produtores da commodity, há uma “pequena preocupação”, de que o surto se estenda muito além deste primeiro trimestre e que a economia desacelere mais, o que poderia afetar a demanda.

Contudo, o setor da carne pode ter um aumento da demanda Chinesa, já que a peste suína africana, coronavírus e gripe aviária, tem afetado granjas em algumas regiões em quarentena.

*Com informações da BBC Brasil

Comentários