Goiânia

Preso suspeito de estuprar criança de 5 anos, mãe era conivente

diario da manha

Na última quinta feira (18), a Polícia Civil do Estado de Goiás, junto à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, deram cumprimento a mandados de prisão temporária. Os mandatos foram contra uma mulher e um homem, pelo crime de estupro de vulnerável. O crime foi praticado contra uma criança de 5 anos.

O ilícito aconteceu no dia 17 de janeiro deste ano, na cidade de Palmas (TO). A Polícia Civil do Tocantins informou os fatos e que possivelmente os autores estariam escondidos em Goiânia. Assim, a DPCA fez diligências e os investigados foram encontrados e presos.

De acordo com as investigações, um dos presos é o suspeito do crime, o mesmo é deficiente visual e amigo da família. A mulher presa, 25 anos, é a mãe da vítima, após saber do crime, fugiu com o suposto autor para Goiânia.

A mulher estava acompanhada dos quatro filhos, com idades entre 9 e 1 ano. As crianças foram encaminhadas ao IML para exame pericial relativo aos abusos e entregues ao Conselho Tutelar.

Segundo os policiais, ambos os presos negaram os crimes e foram encaminhados para a Delegacia de Capturas, onde aguardam voltar para o estado do Tocantins. O suspeito foi identificado apenas pelas iniciais W.A. L, 30 anos.

MACHISMO NO AUTOMOBILISMO

Já no Tocantins, existem testemunhas que afirmam que Wesley já abusou de várias crianças em Goiás. As denúncias serão apuradas pela DPCA. Os dois presos respondem pelo crime de estupro de vulnerável.

Leia também:

Comentários