Esportes

Chelsea vence, elimina o Real Madrid e enfrentará o Manchester City na final da Liga dos Campeões

Ingleses anulam a equipe espanhola, marca um gol em cada tempo e avança para a final do torneio continental pela terceira vez

diario da manha
Chelsea chega a uma final de Liga dos Campeões pela terceira vez (Foto: UEFA)

A grande decisão da Liga dos Campeões está definida. O Chelsea conquistou a vaga restante ao eliminar o Real Madrid. Depois do empate por 1 a 1 em Madrid na última semana, os ingleses venceram nesta quarta-feira (5) a partida de volta das semifinais em casa, no Stanford Bridge, em Londres, por 2 a 0. Timo Werner e Mason Mount marcaram para os Blues.

Com o resultado, o Chelsea chega a sua terceira final de Liga dos Campeões, a segunda contra uma equipe de Manchester. Se em 2008 o adversário da grande final foi o Manchester United – que venceu nos pênaltis -, o clube de Londres enfrentará a outra equipe da cidade, o Manchester City, que eliminou o Paris Saint-Germain para chegar pela primeira vez na grande decisão. O confronto decisivo entre os ingleses será no dia 29 de maio, no Estádio Ataturk em Istambul, na Turquia.

Foi um primeiro tempo aberto. Os merengues tiveram mais posse de bola, mas não conseguiram transformar essa superioridade em gols, diferentemente do que fez o Chelsea, que quando chegava ao ataque levava muito mais perigo.

Aos 17 minutos, Werner abriu o placar, mas o gol foi anulado por impedimento. Dez minutos depois o alemão teve outra chance e dessa vez não desperdiçou. O atacante aproveitou o rebote do chute de Havertz no travessão para, sozinho, completar para o gol de Courtois.

Timo Werner marcou de cabeça e abriu o placar em Londres (Foto: Reuters)

Na segunda etapa o Chelsea poderia ter aumentado ainda mais a vantagem, mas acumulou chances perdidas. Só Havertz perdeu três chances claras: a primeira mandou no travessão, a segunda mandou para fora e na outra parou em Courtois. Mount e Werner também desperdiçaram boas chances.

Por sorte, as chances perdidas não fizeram falta, já que o Real Madrid pouco assustou na etapa final. Os espanhóis não criaram uma chance clara sequer no segundo tempo. Precisando do resultado, faltou criatividade para furar o muro inglês na frente do gol de Mendy.

Aos 39, Kanté recuperou no meio e passou para Pulisic, que cruzou para Mount só completar e marcar o segundo no jogo, acabando com as esperanças espanholas de uma reação. No fim, festa inglesa e tristeza espanhola em Londres.

Imagem
Mount marca o segundo em Londres e mata as esperanças do Real Madrid (Foto: Reprodução/UEFA)

Agora o Real Madrid concentrará suas forças no Campeonato Espanhol. Os madridistas, que ocupam o segundo lugar com 74 pontos, dois atrás do Atlético de Madrid, tem confronto contra o Sevilla no domingo (9) às 16h pelo horário de Brasília, em Madrid.

O Chelsea, quarto colocado do Campeonato Inglês, enfrenta justamente o Manchester City fora de casa no sábado (8) às 15h30 pelo horário de Brasília. A partida vale muito para o City, já que caso bata os adversários da decisão do torneio continental, os azuis de Manchester se sagrarão campeões ingleses dessa temporada.

Comentários