Esportes

River Plate vence o São Paulo por 2 a 1 e o Tricolor da adeus a Copa Libertadores

Julian Álvarez com dois gols no primeiro tempo e acaba com o solho do Tricolor, que marca com Diego Costa, não tem mais chances de disputar a Copa Libertadores

diario da manha
Daniel Alves, Tchê Tchê e Hernanes lamentam gol sofrido pelo São Paulo contra o River Plate Imagem: Marcelo Endelli/Getty Images

São Paulo esta fora das oitavas de final da Copa Libertadores, ao perder para o River Plate por 2 a 1, nesta quarta-feira, em Avellaneda, pela quinta rodada do grupo D da competição. Os dois gols do River saiu no primeiro tempo com dois gols do Julian Álvarez e o Tricolor descontou com Diego Costa. Em seis confrontos contra brasileiros pela Libertadores e a primeira vez que o time argentino vence.

Com o resultado o São Paulo fica com quatro pontos, um a mais do Binacional, enquanto LDU, com 12 pontos, e River, com 10, esta classificados para as oitavas de final e vão se enfrentar na ultima rodada para definir o primeiro do grupo.

Primeiro tempo

A defesa do São Paulo foi envolvida pelo ataque do River Plate, que apresentou superioridade técnica e tática no inicio da partida, com os seus jogadores no ataque com troca de passes rápidos. Aos 10 De La Cruz da um passe para Julián Álvarez. O atacante domina e chuta na saída de Volpi abrindo o placar para o time argentino.

O Tricolor não se abateu e conseguiu o gol de empate com a cobrança de escanteio da esquerda de Reinaldo, onde Diego Costa sobe no meio da zaga e faz para o São Paulo.

O jogo estava melhor para o São Paulo, quando aos 36 num contra-ataque com poucos passes do time argentino, Suárez, passa por Diego e joga a bola para Álvarez ampliar para o River 2 a 1.

Segundo tempo

O São Paulo entrou em campo sem motivação de quem que precisava da vitória para continuar com chances na competição. O time da casa aproveitou o desinteresse do Tricolor para atacar, aproveitando o espaços que o time brasileiro deixava. O São Paulo na segunda metade, com entradas de Paulino Boia e Trélles. O colombiano perdeu a chance de empatar o jogo, quando o goleiro Armani rebateu a bola de Boia deixando o atacante de frente com o gol e chutando para fora. O erro custou a eliminação da Copa Libertadores.

  • Com informação GE.

Comentários