Esportes

Palmeiras x Flamengo: CBF apresenta nova tese para manter partida

diario da manha
Foto: Reprodução/ Poder360

A partida entre Flamengo e Palmeiras, prevista para acontecer neste domingo (27), foi adiada pela a decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT).

A CBF, entretanto vem tentando fazer o jogo acontecer. A entidade enviou um relatório elaborado pela Comissão Médica Especial da confederação ao TRT, que utilizou dados de testes para Covid-19 realizados no campeonato brasileiro.

Segundo as informações divulgadas pelo site UOL Esporte, além da entidade garantir que o surto de casos de coronavírus no Flamengo se deve ao fato do clube não respeitar os protocolos de saúde estabelecidos pela confederação, a CBF abriu resultados dos 9,7 mil testes realizados nas Séries A, B e C do Brasileirão. 

No total, foram 182 resultados positivos, o que equivale a 1,9% do total de testados. Das três divisões, a série A é a que tem o menor índice, com 3896 testes e 51 resultados positivos, uma taxa de 1,3%.

De acordo com o argumento da CBF apresentado à justiça, a taxa de testes positivos caiu de 5,3% na testagem antes da primeira rodada do Brasileirão para pouco mais de 0% antes da décima rodada.

Para reforçar o argumento, a CBF apresenta dados de vários confrontos envolvendo equipes que tiveram um número alto de testes positivos. Até segunda ordem, entretanto, o confronto entre Flamengo e Palmeiras, que aconteceria no Allianz Parque, a partir das 16h (horário de Brasília), pela 12ª rodada do Brasileirão, está adiado.

O último exemplo é o próprio jogo entre Flamengo e Independiente Del Valle. A CBF aponta que o clube equatoriano enfrentou o Flamengo e teve apenas um teste positivo divulgado cinco dias após o confronto. Com isso, o argumento é de que a contaminação durante os jogos de futebol, é rara.

Comentários