Esportes

Amanda Nunes vence Felicia Spencer, mantém cinturão e faz história no UFC

Com a vitória, a brasileira se tornou a primeira atleta, independentemente do gênero, a conseguir defender dois títulos simultaneamente, já que também é campeã da divisão dos galos.

diario da manha
Foto: Reprodução

Amanda Nunes entrou no octógono do UFC na madrugada deste sábado para conquistar um feito inédito dentro da organização. Mostrando toda a sua segurança ao defender o cinturão do peso-pena contra a canadense Felicia Spencer, a brasileira venceu com autoridade a luta principal do UFC 250, em Las Vegas, por decisão unânime dos juízes (50-44, 50-44 e 50-45) e fez história.

Com a vitória, a brasileira se tornou a primeira atleta, independentemente do gênero, a conseguir defender dois títulos simultaneamente, já que também é campeã da divisão dos galos. Spencer perdeu pela segunda vez na carreira em 10 lutas. O outro revés foi para Cris Cyborg.

A luta entre Amanda e Felícia durou cinco rounds. Sem assumir riscos e com um sorriso no rosto durante todo o combate, a brasileira comandou a situação do início ao fim. No quarto assalto, ela chegou a tentar uma finalização, mas sua rival foi salva pelo tempo e conseguiu avançar para a última etapa.

“Meu objetivo era defender os dois cinturões. Estou muito feliz. Não sei o que vem agora, mas estou muito feliz. Quando ela me conectou o primeiro golpe, sabia que ela não iria me nocautear”, afirmou Amanda após o combate.

“Eu queria lutar cinco rounds, foi muito importante porque muita gente dizia que eu não poderia lutar todos assaltos. Esta noite lutei cinco rounds com uma das mulheres mais duras da organização e não estou cansada”, completou a brasileira.

Somando 11 vitórias consecutivas e sem perder desde 2014, ela diz que ainda não sabe qual será o seu próximo passo na organização. “Vou voltar para casa e depois ligar para o Dana White”.

OUTROS BRASILEIROS – O UFC 250 também contou com outros três brasileiros no octógono: Raphael Assunção, Jussier Formiga e Herbert Burns. Os dois primeiros foram nocauteados e o irmão de Gilbert Durinho, na primeira luta da noite, precisou de apenas 1min20 para finalizar o norte-americano Evan Dunham com uma mata leão. Foi a terceira vitória seguida do brasileiro no UFC.

Pelo card principal, Raphael Assunção perdeu para Cody Garbrandt no final do segundo round ao levar um cruzado de direita. Pelo card preliminar, Formiga, prejudicado por uma lesão na perna ao tentar um chute baixo, foi superado por Alex Perez no primeiro assalto.

tags:

Comentários