Esportes

McLaren cancela GP da Austrália, após diagnosticar caso interno de coronavírus

A escuderia divulgou que um funcionário está em quarentena em Melbourne; apesar da corrida está confirmada, colaboradores da Hass, também estão sob cuidados de protocolos de segurança

diario da manha

A escuderia inglesa anunciou no final da tarde desta quinta-feira na Austrália que não fará parte da abertura do Mundial de Fórmula 1, em Melbourne, após diagnosticar um caso interno de coronavírus na equipe.

A confirmação da corrida não passou por interferências, permanece confirmada, mas diante da situação integrantes da equipe Hass vão permanecer isolados por conta de uma suspeita de contaminação.

O primeiro treino livre para o GP da Austrália está marcado para as 22h desta quinta-feira.

De acordo com hexa campeão Lewis Hamilton, o grande prêmio da Austrália não deveria acontecer devido à pandemia mundial de coronavírus.

O piloto acredita ser um exagero as autoridades permitirem que a corrida aconteça diante das possibilidades de contaminação. Hamilton comentou, ” não entendo como a principal categoria do automobilismo manteve a programação em Melbourne, diante dos diversos eventos esportivos que foram cancelados pelo mundo”.

Apesar da importância de campeonatos importantes como a (NBA), Eliminatórias da Copa do Mundo de 2020 e jogos da Champions League que foram cancelados por protocolos de segurança, a corrida não foi cancelada.

A MacLaren desistiu da corrida.

tags:

Comentários