Esportes

Tiffany critica projeto de lei que proíbe a contratação de transexuais em São Paulo

Um projeto de lei que proíbe a contratação de transexuais em SP, se aprovado pode deixar atletas como a jogadora de vôlê de Sesi, Tifffany,fora da quadras paulistas.

diario da manha
Foto: Reprodução

Um projeto de lei do deputado Altair Moraes (PRB-SP) da Assembléia Legislativa de São Paulo, mesmo sem ser aprovado, dá o que falar. É que o projeto estabelece o sexo biológico como único critério pata definição do gênero de competidoras em partidas esportivas oficiais do Estado de São Paulo. Se aprovado, atletas como Tiffany podem ser impedidas de atuar na capital paulista.

A jogadora Tifanny que é destaque na últimas edições da Super Liga Feminina de Vôlei pode ficar fora das partidas em São Paulo. Dos 22 jogos da fase de classificação ela só poderia jogar em 12 jogos fora da capital paulista.

Tifanny criticou o Projeto de Lei e desabafou: “Estou acompanhando e estou preocupada. O que penso é que são todos transfóbicos, pessoas ruins do coração e que não entendem medicina. São pessoas que inventam histórias, que usam o nome de Deus em vão. Eles fazem isso pelo próprio ego. Não adianta mostrar documentos, dados, não adianta mostrar nada. São pessoas que querem derrubar as mulheres trans e as pessoas trans do Brasil. A gente já tem tão pouco e o pouco que a gente tem eles querem tirar”, disse.

Já o deputado Altair Moraes justificou seu projeto dizendo: ” Uma mulher do sexo feminino e do sexo masculino tem uma grande diferença no seu corpo e na sua formação genética. Então mesmo que se faça um processo de hormonização, faça cirurgia, jamais em tempo algum vai se tornar igual”

O projeto que entrou em pauta na última terça-feira (11/02) foi adiado por uma confusão entre os deputados presentes.

Com informações do G1

tags:

Comentários

Mais de Esportes