Esportes

Pré-Olímpico: Brasil pega campeã Argentina para assegurar vaga nas Olimpíadas

Brasil tem um clássico contra a Argentina na última rodada valendo a classificação para Tóquio 2020

diario da manha

O Brasil chega à última rodada do torneio Pré-Olímpico de futebol pressionado: depois de empatar os dois primeiros jogos ao vivo da fase final, o time pega a Argentina – campeã antecipada da competição – neste domingo, valendo a vaga nas Olimpíadas de Tóquio.

Com uma vitória por 3 a 2 contra o Uruguai e outra por 2 a 1 contra a Colômbia, os argentinos fizeram seis pontos no quadrangular final e não podem ser alcançados, garantindo assim, uma das vagas nos jogos. 

Já o Brasil empatou em 1 a 1 com Colômbia e Uruguai, respectivamente. Com dois pontos e na segunda posição da chave, possivelmente vai precisar vencer a Argentina para ir a Tóquio. Veja abaixo a classificação da fase final:

A última rodada do torneio terá os confrontos entre Colômbia e Uruguai, às 20h e depois entre Brasil e Argentina, às 22h30 – ambos no estádio Alfonso López Sendo assim, o Brasil entrará em campo já sabendo do resultado que precisa para se classificar. Todos os times ainda têm chance de ir às Olimpíadas.

Cenários para a classificação do Brasil

Caso o Brasil vença, garante a segunda posição do torneio com cinco pontos e com isso, a vaga. 

No entanto, a Seleção Brasileira também pode se classificar com um empate: para isso, basta que não haja vencedor no confronto entre Colômbia e Uruguai porque, neste caso, as duas equipes chegariam aos mesmos dois pontos do Brasil – que, em caso de empate, ficaria com três.

No caso de derrota ainda existe uma chance remota de classificação: ela aconteceria caso Colômbia e Uruguai empatem (melhor ainda se for sem gols), porque assim o Brasil, mesmo perdendo, ficaria à frente nos critérios de desempate: saldo de gols, gols a favor e confronto direto, a vaga ficaria com a Seleção Brasileira.

Atuação ruim contra o Uruguai preocupa

Após o futebol ao vivo da última quinta-feira (06) na partida contra o Uruguai, no qual o Brasil empatou em 1 a 1, o treinador André Jardine admitiu que foi o pior jogo da Seleção Brasileira na competição, mas enfatizou que agora a equipe depende apenas de suas próprias forças para ir aos Jogos Olímpicos.

“Acho que foi uma das atuações mais pouco inspiradas. Os atacantes não decidiram no terço final. Acho que chegou bastante bola para a gente produzir e construir, e as que construímos a gente pecou na finalização. Mais uma vez, saímos perdendo e a gente mostra a força para buscar, mas é insuficiente para vencer as partidas. Espero o melhor jogo contra a Argentina e um jogo mais efetivo”, disse Jardine.

Depois de uma primeira fase com 100% de aproveitamento, Jardine apontou a ansiedade como fator determinante para a queda de rendimento do time na fase final, mas acredita no potencial do time para vencer a Argentina na última participação do Pré-Olímpico.

Comentários

Mais de Esportes