Esportes

Dilma diz que apesar da crise política, fará a mais bem-sucedida Olimpíada

diario da manha

A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou na manhã desta terça-feira, 3, durante cerimônia de acendimento da tocha olímpica no Palácio do Planalto, que o Brasil receberá muito bem os atletas e turistas estrangeiros que vierem para participar dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016, apesar da grande instabilidade política atual do país.

“Sabemos das dificuldades políticas que existem em nosso país hoje. Conhecemos a instabilidade política. O Brasil será capaz de, mesmo convivendo com um período difícil, muito difícil, verdadeiramente crítico da nossa história e da história da democracia do nosso país, conviver porque criamos todas as condições para isso com a melhor recepção de todos os atletas e de todos os visitantes estrangeiros. Tenho certeza de que um país cujo povo sabe lutar pelos seus direitos e que preza e sabe proteger sua democracia é um país onde as Olimpíadas terão o maior sucesso nos próximos meses”, afirmou, ao fazer referência ao processo de impeachment que tramita contra ela no Senado Federal.

Além disso, no momento de boas-vindas à chama olímpica, Dilma destacou que o Brasil está pronto para realizar a mais bem-sucedida edição das olimpíadas. “Está pronto e nós trabalhamos para isso. Praticamente, todas as instalações esportivas nos centros olímpicos da Barra e de Deodoro estão prontas. Todos os 39 eventos-testes realizados até agora foram bem-sucedidos”, afirmou.

Durante o discurso a presidente ainda declarou que o povo brasileiro será um dos melhores anfitriões para os atletas e turistas. “O Brasil é um país onde expressões culturais as mais diversas, inclusive no campo religioso, tem o seu espaço e a sua vez. Essa capacidade de culturas diferentes conviverem de forma respeitosa é uma das principais mensagens que as Olimpíadas e as Paraolimpíadas afirmam como exemplo para humanidade”.

O ícone olímpico chegou ao país na manhã desta terça-feira, às 7h25, no Aeroporto Internacional de Brasília, primeiro ponto de um roteiro que nos próximos 95 dias se estenderá à 327 cidades das cinco regiões do Brasil. A tocha passará por 12 mil pessoas até o dia 5 de agosto, no Estádio Maracanã, onde será acesa a Pira Olímpica e será celebrada a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A chama foi acesa no último dia 21 em frente ao Templo de Hera, cidade grega de Olímpia.

Comentários