Entretenimento

Simone rebate críticas por ir aos Estados Unidos para dar à luz

diario da manha

Na manhã desta quarta-feira (23), Simone usou suas redes sociais para falar sobre sua decisão em ir aos Estados Unidos para dar à luz Zaya. No oitavo mês de gestação, a cantora deverá realizar o parto em Miami.

“Vou receber uma casa aqui em Orlando, no final de janeiro. Temos que fazer uma quarentena para vir para cá. Quando a casa foi comprada, a ideia era tematizar para, quando os brasileiros viessem para Orlando, ficassem na casa da coleguinha. Tem que fazer a mobília, as coisas. Se eu estivesse distante, a casa ia ficar muito tempo parada. O dólar com preço que está, condomínio, luz e não sei mais… Sem a casa funcionar, a marreta cai do rabo, não está fácil. Também tinha esse propósito de organizar essas coisas”, disse.

Leia também: Ao vivo, ‘gemidão’ invade jornal da Globo

Além disso, Simone aproveitou para rebater críticas que tem recebido nas em seu Instagram por ter a filha no país. “Sou muito grata a Deus e vocês pelo carinho. Sei que vocês me acompanham, gostam do meu trabalho e da minha pessoa, por quem eu sou. Pela simplicidade, pela minha história de vida, família. Sei também que sem talento ninguém iria olhar para mim. Não iam me dar o valor devido”.

Antes do desabafo, uma seguidora chegou a comentar: “O povo ganha a vida no Brasil, mas na hora de parir, vai ter filho americano e não brasileiro. Isso porque o Brasil está bom só para ele. Mas Infelizmente, nós, pobres, temos que ter filhos brasileiros mesmos”.

“Conta ai essa história de que o Brasil serve para te deixar rica, mas não serve para ser a naturalidade da sua princesinha”, comentou outra.

Leia também: Recorde de audiência é alcançado por Felipe Neto

Comentários