Brasil

Ronaldinho Gaúcho pode ser solto em agosto

diario da manha

Preso desde o início de março pelo uso de documentos falsos no Paraguai, Ronaldinho Gaúcho pode ser solto em agosto, segundo criminalista. As informações são do colunista Léo Dias, do Metrópoles.

O criminalista Gil Ortuzal afirmou que o inquérito no Paraguai deverá ser concluido em seis meses e que o prazo vai expirar em agosto. O jogador será solto se o Ministério Público não apresentar novas acusações.

“Ouvi de excelentes advogados paraguaios que a solução do caso é iminente e que Ronaldinho será solto em breve. Conheço a cultura e suficientemente a legislação daquele país”, comentou.

Leia também: Em meio à pandemia, Romário faz festa junina para mais de 80 pessoas

Ronaldinho Gaúcho pode ser solto em agosto (Foto: Norberto Duarte/AFP)
Ronaldinho Gaúcho pode ser solto em agosto (Foto: Norberto Duarte/AFP)

Leia também: Após publicar foto de criança sem autorização, mãe pede R$ 270 mil a Flávio Bolsonaro

Desde 7 de abril, quando foi concedida a prisão domiciliar do jogador e seu irmão, Roberto Assis, os dois estão hospedados em um hotel de luxo de Assunção. A diária custa aproximadamente R$ 2 mil por dia.

Os irmãos sofreram uma nova derrota na justiça no dia 10 de julho, quando o Tribunal de Recursos indeferiu novo pedido de liberdade da defesa deles, mantendo-os na prisão domiciliar.

Prisão

Ronaldinho e Assis viajaram ao Paraguai para participar de uma ação social no país, organizada pela empresária Dalia Lopez, acusada de liderar um esquema de falsificação de passaportes, foragida desde a declaração da sua prisão. Ambos foram presos com carteiras de identidade e passaportes falsos.

Comentários