Brasil

Digital influencer processa Havan por usar seu rosto em camisas

diario da manha

A rede de lojas Havan está sendo processada por vender camisas com o rosto da digital influencer Andreza Siltos, que acionou a justiça após fãs a informarem da comercialização. As informações são do UOL.

Como informa os autos do processo, nenhuma autorização teria sido dada à loja, que mesmo notificada, continuou vendendo os itens. Além de pedir a remoção das peças de roupas, a defesa requer indenização por danos morais e materiais.

Leia também: Dono da Havan deve pagar R$ 300 mil de indenização à OAB

A influencer alega que não quer sua imagem associada à empresa, conhecida por estar envolvida em situações as quais ela repudia. A Havan é comandada por Luciano Hang, um dos principais apoiadores do governo Jair Bolsonaro.

Andreza Siltos reside em Salvador, na Bahia, e possui mais de 160 mil seguidores no Instagram. A baiana usa suas redes sociais para dar dicas de cortes de cabelo, maquiagem e produtos de beleza.

Leia também: Patrícia Pillar sobre Jair Bolsonaro: “Só enxergo estupidez e destruição”

Comentários