Entretenimento

Teatro, produção e encantamento

Centro de Artes Basileu França inova com lives e debates sobre produção cultural. Interação permite ampliar horizontes

diario da manha

Por Hélmiton Prateado

O ITEGO em Artes Basileu França, Instituto vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (SEDI), promove nesta quarta-feira (20), às 19h, a live “Teatro, Produção e Encantamento”, que será transmitida pelo Instagram (@itegobasileuartes). Esta será a segunda transmissão online que integra o projeto “Conecta – Compartilhando Saberes”, cujas lives são promovidas de forma inteiramente virtual, a fim de proporcionar mais segurança aos envolvidos, em virtude da pandemia da COVID-19.

O objetivo dessa ação é envolver diversos saberes, dando suporte conectivo para a difusão de experiências e práticas de pessoas e profissionais que visam contribuir, compartilhando suas vivências. O projeto “Conecta” foi desenvolvido pela Produção Cultural e Comunicação do ITEGO em Artes Basileu França e conta com o apoio e participação da direção, das coordenações, dos professores e alunos, com o intuito de se reinventar processos de interação neste momento de pandemia, em que vivenciamos o distanciamento social.

Hélio Fróes

Nesta live haverá um diálogo sobre a produção e a direção da arte em espetáculos, com a participação do dramaturgo e professor do Basileu França, Hélio Fróes; do roteirista e diretor cênico, Ronei Maciel; e do ator e produtor de Teatro, Luiz Roberto Pinheiro. Os convidados possuem ampla experiência no mercado profissional artístico e são reconhecidos por encantar plateias, criando um universo onde as pessoas possam vivenciar o lúdico, o poético, o dramático, entre outros temas, e integrando a cultura local. Além disso, já reuniram, em seus elencos, profissionais talentosos que, em sua completude, emocionaram inúmeras pessoas, provocando sentimentos diversos.

Outro ponto que será abordado nesta edição será a falta de interação presencial dos artistas com o público. Devido à pandemia ocasionada pela disseminação do novo coronavírus, as produções artísticas, que antes envolviam uma série de profissionais, como fotógrafos, iluminadores, montadores, cinegrafistas, sonoplastas, designers, maquiadores, figurinistas, entre outros, agora ficam restritas ao contato apenas por meio virtual. Nesse sentido, os convidados irão discutir novas possibilidades de atuação, discutindo também como seus processos criativos podem proporcionar novas possibilidades ao público.

Cabe lembrar que as apresentações online promovidas pelo ITEGO Basileu França integram a campanha de arrecadação de alimentos “Arte Solidária” e representam um gesto de retribuição da classe artística à sociedade. O público poderá interagir por meio do Whatsapp: (62) 98466-7013.

Sobre os convidados

Hélio Fróes

Diretor, dramaturgo e roteirista. Mestre em Artes Cênicas pela UNIRIO, foi professor de Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás (UFG) e hoje é professor de Teatro do ITEGO em Artes Basileu França. Atualmente é criador, escreve e dirige duas séries infantis para TV: “Vila Mariote” e “Onde Se Esconde No Mundo Conde?”, ambas produzidas pela Balaio Produções Culturais. É um dos fundadores da Cia de Teatro Nu Escuro (1996), dirigindo os espetáculos “O Cabra Que Matou as Cabras” (2004), “O Alienista” (2006), “Gato Negro” (2013) e “Pitoresca” (2015). É também fundador, com Rô Cerqueira, do Coletivo de Atrações, de artes integradas, produzindo a instalação multimídia Silhueta Cesare (2018). Pesquisador sobre a Quasar Cia de Dança no projeto “Um Corpo Celeste Em Movimento” (2018). Curador do Festival Goiânia em Cena (2018 e 2019)

Ronei Maciel

Iniciou seus estudos em Artes Cênicas em 1994, no Centro Cultural Martim Cererê, com a dramaturga Clarice Dias. Em 1997, ingressou como educador na Casa da Juventude – Instituto de Pesquisa, Assessoria e Pesquisa sobre Assuntos de Juventude, desenvolvendo atividades de teatro, dança educativa, bio-dança, dança-educação e contadores de história. Em 2003, ingressou na Escola de Arte Veiga Valle (atual ITEGO em Artes Basileu França) onde iniciou seus estudos em Dança, com os mestres Simone Malta e Eurim Pablo.

A partir de 2005 foi diretor artístico e de cena de diversos balés-musicais do ITEGO Basileu França, Escola de Arte Veiga Valle, Cultural Gustav Ritter, Fundação Jaime Câmara e Apae de Goiânia. Foi premiado como bailarino e coreógrafo em diversos Festivais de Dança. Em 2009 passou a integrar as grandes Companhias de Teatro-Musical goianienses. Dirigiu a Cia Basileu França de Teatro Musical e atualmente é diretor artístico e coreógrafo da AM Produções Artísticas, onde realiza grandes teatros musicais que se apresentam em todo território nacional.

Luiz Roberto Pinheiro

Há duas décadas, o ator, roteirista, diretor e produtor de Teatro lançou a Pinheiro Produções Artísticas no mundo das Artes Cênicas brasileiras. Desde a infância, se sobressaiu no cenário artístico goiano. Foi um dos astros-mirins do televisivo “O Mundo é das Crianças”, infantil apresentado por Magda Santos (1932-1996) e exibido na TV Anhanguera – entre as décadas de 1960 e 1970. No final da década de 1980, descobriu os musicais infantis.

Conquistou notoriedade nacional como representante do gênero, já que os seus espetáculos ganharam estrada e são apreciados por plateias da Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins, Distrito Federal e, claro, Goiás. Anualmente, produz dois musicais, na maioria adaptações de clássicos infantis, a exemplo de “Peter Pan”, “Aladdin e a Lâmpada Maravilhosa”, “A Pequena Sereia”, dentre outros.

O diretor goiano privilegia também autores nacionais, como o chargista e ilustrador Ziraldo, autor de “Uma Professora Muito Maluquinha”, um dos grandes sucessos da PPA, e clássicos da literatura infantil brasileira, como “O Mistério de Feiurinha”, de Pedro Bandeira.

Comentários

Mais de Entretenimento

9 de julho de 2019 as 11:36

Cuphead vai se tornar série na Netflix

25 de maio de 2019 as 19:51

Atriz Lady Francisco morre no Rio