Entretenimento

De Goiás para o mundo

diario da manha

Bailarinos e coreógrafos goia­nos estão em Cuba em um mês dedicado à especia­lização e todo o conhecimento será compartilhado em Goiânia, no próximo mês de agosto, com oficinas públicas e apresentações. Leidy Escobar, Marcus Vinícius Nascimento, Caroline Escobar e Danielly Marques fazem parte do projeto Ballet Cubano a caminho de Cuba, beneficiado pela Lei Go­yazes, da Prefeitura Municipal de Goiânia e participam de um curso no Pro Danza, de Cuba.

Leidy é cubana, bailarina e maître. Com mais de 50 anos mostra a boa forma e é dona de um currículo invejável. Foi primeira bailarina do Ballet de Cuba e já dançou grandes ballets, como Giselle e o Lago dos Cisnes. Em Goiânia tem uma compa­nhia de dança que leva o próprio nome e das integrantes foram Caroline e Danielly. Marcus, tam­bém coreógrafo e bailarino, é gra­duado em Educação Física pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e pós-graduado em Siste­ma Laban/Bartenieff pela Facul­dade de Dança Angel Vianna do Rio de Janeiro (RJ).

Marcos explica que, no retorno da viagem haverá um curso ofere­cido à comunidade entre os dias 6 e 10 de agosto, no Dançarte Cia de Dança. No dia 11 está prevista uma apresentação no Teatro Sesi e, além da equipe que foi para Cuba, os alu­nos da oficina participarão do espe­táculo. “No total, 20 vagas serão ofe­recidas para a comunidade. Esses bailarinos farão aulas de ballet clás­sico e participarão de uma monta­gem coreográfica que será apre­sentada dia 11”, completa Marcus.

De volta à terra natal, Leidy afir­ma que está muito feliz em parti­cipar deste projeto e trazer, nova­mente a Goiânia, um pouco do ballet cubano. “O ballet de Cuba é referência mundial e teremos a oportunidade de trazer novida­des para compartilhar com baila­rinos goianos. É uma oportunida­de ímpar”, finalizou.

CURRÍCULOS DOS PROFESSORES

Influenciada pela bailarina tam­bém cubana Alicia Alonso, a maître Leydi Escobar foi a primeira solista ballet de Camaguey (1989-1991), di­rigida pelo maestro Fernando Alon­so. A maître também foi primeira bailarina da Companhia do Cen­tro Pro Danza (1992-1999), dirigi­da pela grand maître Laura Alonso e primeira bailarina convidada do Ballet Nacional de Cuba.

Ela começou a sua carreira pro­fissional na segunda Companhia de Balé de Cuba, “Bale de Cama­güey”, com seu diretor-geral e ar­tístico mestre Fernando Alonso. Al­cançando a categoria de primeira solista em 1989, sendo consagra­da no ano de 1990, onde partici­pou de turnês internacionais em países como Grécia, Chipre e Bra­sil. No ano de 1991 representa seu país no concurso internacional de ballet clássico em Helsinki – Finlân­dia sob orientação do maître Ivan Alonso, onde foi laureada.

No currículo como solista es­tão ballets como: Grand Pas de Paquita; Lago dos Cisnes; Gisel­le; Coppélia; Don Quixote; La fil­le mal gardée; Dom Juan; Ofélia, entre inúmeros outros.

Marcus Vicícius Nascimento é graduado em Educação Física pela UFG e pós-graduado em Sis­tema Laban/Bartenieff – Faculda­de Angel Vianna-RJ. Técnico em dança contemporânea – CEP em Artes Basileu França, técnico em coreografia e participou do projeto Núcleo Coreográfico – Sesi/UFG. Atuou como bailarino e coreógra­fo em diferentes companhias da região Centro-Oeste do País. Entre elas se destacam o Grupo Quasar Jovem, do Dançarte Cia de Dança, Cia Basileu França e da Cia de Bal­let Clássico Leidy Escobar. Partici­pou de vários festivais nacionais e internacionais, com destaque para o IT`s Festival em Amsterdan, Ho­landa – 2013.

 

Comentários