Entretenimento

Com o cheiro dos clássicos da boemia, Xexéu apresenta imortais no Samba da Lapa

diario da manha

Com cheiro do velho circuito da boemia, do século 20, na Lapa, Rio de Janeiro, outrora a Cidade Maravilhosa, o cantor e compo­sitor Xexéu, nascido Roberto Cé­lio, fundador, há exatos, 38 anos, da celebrada banda Nóys é Nóys, versátil e com mercado no Cen­tro-Oeste e no eixo Rio-São Paulo, apresenta-se neste sábado, 14 de abril de 2018, a partir das 13h30, no tradicional Tainakan Bar. Com um couvert artístico simbólico, R$ 12,00 por pessoa.

– Não dá para não comparecer. É para curtir a pegada do samba.

REPERTÓRIO CULT

O repertório trará clássicos de Noel Rosa, além de músicas imortalizadas pelo ícone da his­tória artística Nelson Cavaqui­nho. Assim como Jamelão e Pi­xinguinha, avisa a organização do espetáculo. Xexéu incluirá também releituras autorais de Cartola. Point gastronômico e cultural, o espaço Tainakan está instalado hoje à Avenida T-1, es­quina com a Avenida T-8, no Se­tor Bueno, em Goiânia, capital do Estado. Reservas podem ser fei­tas de forma antecipada.

– Basta acionar a produ­ção executiva do show espe­cial ‘Samba da Lapa’. Núme­ro: (62) 9 9972-0823

 

tags:

Comentários