Eleições 2020

Gustavo Mendanha é o prefeito mais bem votado entre as maiores cidades país

Dos 35 municípios com mais de 200 mil eleitores que definiram o pleito no primeiro turno, o emedebista lidera nacionalmente com maior porcentual: 95,81% dos votos válidos

diario da manha

O prefeito Gustavo Mendanha (MDB) foi reeleito para governar Aparecida de Goiânia, a segunda cidade com maior população em Goiás, com cerca de 600 mil habitantes. Em análise feita entre as maiores cidades do país que possuem mais de 200 mil eleitores e tinham disputa com mais de um prefeitável, o índice do emedebista desponta nacionalmente. Atrás de Gustavo Mendanha estão os prefeitos eleitos Humberto Souto de Montes Claros (MG), Rubens Furlan de Barueri (SP) e Waguinho de Belford Roxo (RJ).

Gustavo Mendanha, portanto, sela uma nova votação recorde no Brasil e em Goiás. O emedebista conquistou votação histórica no estado, com 95,8% dos votos válidos. Com a marca, ele supera os prefeitos eleitos em Goiás até então com maior porcentual de votos: José Gomes (PDT), 92%; e Antônio Gomide (PT), 89%, em Itumbiara e Anápolis, respectivamente, em 2012.

“Recebo esse resultado com muita humildade. As pesquisas mais recentes já demonstravam uma larga vantagem da nossa candidatura e, graças a Deus, esse cenário se concretizou ontem nas urnas. É um resultado que, claro, aumenta ainda mais minha responsabilidade como prefeito de Aparecida”, disse ele.

Aparecida foi um dos 35 municípios que definiram o pleito municipal para prefeito no primeiro turno, considerando o grupo das 95 cidades com mais de 200 mil eleitores. E entre os prefeitos eleitos, Gustavo foi o que alcançou o maior porcentual (95,8%), o que corresponde a 197.491 votos válidos. Ele superou a própria marca nas urnas, vez que em 2016 havia conquistado 122.122 votos, vencendo a eleição também no primeiro turno.

Para ele, o segundo mandato será de grandes desafios, que exigirão importantes investimentos. “Não vou medir esforços para fazer uma política moderna, pensando na qualidade de vida da nossa população. Por esse objetivo quero fazer a melhor gestão pública que essa cidade já viu, e continuar investindo na saúde, na infraestrutura, na educação e em todas as áreas essenciais para uma melhor dignidade da nossa população”, afirmou o prefeito.

A vitória de Gustavo nas urnas foi antecedida por outro feito também histórico, quando ele, então candidato, formou a maior coligação do Brasil para disputa dos votos majoritários. Foram 20 partidos na sua base de apoio, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ampla frente partidária reuniu 60% das 33 siglas reconhecidas pelo tribunal. Além do MDB, apoiaram o projeto do prefeito o PL, PSD, PMN, Podemos, PSL, PSB, Patriota, PP, PTC, Republicanos, PMB, PSDB, PV, Cidadania, PT, Solidariedade, PCdoB, PDT e PROS.

Gustavo Mendanha é visto no meio político como um gestor de perfil agregador, diplomático e conciliador. Para ele, essas virtudes foram determinantes na formação da coligação. Na avaliação de Gustavo, a ampla base de apoio reflete também o governo que ele fez nos últimos quatro anos, do qual participaram a maioria das siglas dessa frente partidária.

“Desde quando fui vereador e presidente da Câmara Municipal, sempre fui reconhecido por essa capacidade de diálogo, de construção de pontes entre as pessoas e os partidos, e, claro, de ouvir e conciliar diferentes pontos de vista. Essa será a tônica na nossa próxima administração: vamos ouvir a sociedade, o setor produtivo, os partidos, a comunidade científica, o Poder Legislativo, o Judiciário, as ONGs e, enfim, somar forças para conduzir nossa cidade no caminho do desenvolvimento, da prosperidade e da igualdade nas oportunidades”, conclui Gustavo.

Comentários