Cidades

Gustavo Gayer tem canal do YouTube bloqueado à véspera da eleição

diario da manha

Candidato a prefeito de Goiânia é censurado em rede social

O empresário e professor, Gustavo Gayer, 39, é o nome da direita na disputa eleitoral para o cargo de prefeito, em Goiânia, e teve seu canal no YouTube censurado na última quinta-feira (30/10).

Enquanto participava do debate on-line, promovido pela parceria entre o Jornal Diário da Manhã, o Gmais Brasil, a Rádio Bandeirantes e a TV Gazeta, o prefeitável goianiense recebeu a notificação de que seu canal havia sido suspenso por, de acordo com o comunicado, “violar as diretrizes da comunidade”.

O bloqueio ocorreu a exatas duas semanas do primeiro turno da eleição municipal da qual Gustavo é um dos concorrentes. E o período de suspensão é, também, de duas semanas.

Gustavo Gayer (DC) é o único candidato à prefeitura que abriu mão do uso dos fundos partidário e eleitoral. Sua “campanha franciscana”, como definiu, é realizada por apoiadores expontâneos, voluntários e nas redes sociais, sendo o canal do YouTube a maior e mais importante delas já que o candidato não possuiu tempo de TV.

Num vídeo relato sobre a censura, Gayer assimila a curiosa coincidência do período de bloqueio bater com o tempo que falta para a votação, além de os eventos terem acontecido no mesmo dia em que ele apareceu entre os primeiros colocados numa pesquisa eleitoral, ao lado de grandes figurões da velha política goiana.

Esta é a segunda vez, em menos de um mês, que o canal “Papo Conservador com Gustavo Gayer” é bloqueado para novas postagens. Há poucos dias Gayer já havia sido impedido de realizar seu trabalho na plataforma após replicar uma notícia oficial da Organização Mundial da Saúde (OMS). Pela alegação da censura, o conteúdo fora classificado, nas novas regras em vigor, como fake news por citar palavras relacionadas ao vírus chinês como: vacina, Covid-19, Coronavírus e OMS.

Comentários