Economia

Goiás registra melhor mês dos últimos 5 anos em abertura de empresas

Mesmo com uma pandemia em curso, Goiás conseguiu bater mais um recorde na área econômica. Neste último mês de julho, foi registrado o maior número de empresas constituídas no Estado nos últimos cinco anos. O crescimento em relação ao mesmo período de 2019 é de 18% (2.524 contra 2.135) e de quase 70% (2.524 contra 1.512) quando o parâmetro é 2016, ou seja, um acréscimo superior ao computado em julho de um dos anos que mais movimentou obras, serviços e comércio em todo o País, por causa da realização das Olimpíadas no Brasil.

Os dados divulgados pela Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) também apontam que o acumulado de janeiro a julho de 2020 lidera o ranking de abertura de empreendimentos desta série desde 2016. São 14.048 contra 13.817 (2019), 12.228 (2018), 11.955 (2017) e 10.981 (2016).

“Somos o primeiro Estado a estender a mão ao cidadão para que ele possa comandar a própria vida. Estamos num momento de mostrarmos resultado para a população. A [secretaria da] Retomada não tem o objetivo da vaidade, mas sim de planejar com a capacidade que tem o cérebro de cada assessor meu, cada secretário, para ser feito o que é necessário com solidariedade e amor ao próximo”, reforçou o governador em evento realizado nesta terça-feira (04/08), quando anunciou o titular da nova Pasta criada.

No caso específico de micro e pequenos empresários, Caiado relembrou as linhas de créditos disponibilizadas pela GoiásFomento, de forma desburocratizada, com fundo de aval do Sebrae e juros mais baixos do que os de mercado. Recentemente, a Caixa Econômica Federal (CEF) repassou R$ 20 milhões para o Microcrédito Orientado, que possibilita ao tomador uma consultoria especializada para melhor aplicar o empréstimo. Mas, ainda assim, o governador busca junto ao Banco do Brasil, via Fundo de Constituição do Centro-Oeste (FCO), mais R$ 200 milhões para os empreendedores.

Comentários