Economia

Economia cresce 0,6% em maio

O número representa uma pequena recuperação após retrações pontuadas nos meses anteriores, ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus

diario da manha
Foto: All The Free Stock

Houve um crescimento de 0,6% na economia em maio se comparado com o mês anterior. É o que aponta a primeira amostra do Indicador de Atividade Econômica (IAE) para maio de 2020. O índice foi medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O número representa uma pequena recuperação após retrações pontuadas nos meses anteriores, ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus. As informações são da Agência Brasil e foram publicadas nesta quinta-feira (2).

Conforme a agência, as atividades desenvolvidas pelos setores industriais e de serviços seguem como as áreas com maiores impactos negativos. Apesar disso, as quedas observadas foram menores que as atingidas em abril.

Segundo a publicação, no segmento industrial as consequências mais negativas foram apresentadas nas áreas de transformação, seguida pela de construção. Já no setor de serviços, houve queda mais intensa no comércio e transportes.

De acordo com a reportagem, no trimestre móvel, o indicador mostra retração de 10,1% no trimestre, em relação ao trimestre encerrado em fevereiro. Além disso, se comparado ao mesmo período de 2019, o trimestre encerrado em maio teve um recuo de 8,8%.

A matéria acrescenta ainda que o IAE-FGV é um indicador que antecipa a tendência da economia brasileira a partir da divulgação de três versões com base na divulgação das principais pesquisas mensais de atividade divulgadas pelo IBGE. As principais informações para a atualização do indicador são Pesquisa Industrial Mensal –Produção Física, Pesquisa Mensal de Comércio e Pesquisa Mensal de Serviços.

Comentários