Economia

Empresa investe R$ 3,6 milhões em usina fotovoltaica no Distrito Agroindustrial de Morrinhos

diario da manha


Ecoplast assinou contrato de ampliação de área no parque industrial administrado pelo Governo de Goiás, por meio da Codego. Capacidade energética é o suficiente para abastecer mais de mil famílias

O Governo de Goiás, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), assinou nesta segunda-feira (29/6) termo de cessão de uso de área com a Ecoplast Indústria e Comércio de PVC, que acrescentará 20,7 mil metros quadrados à planta fabril da empresa, instalada no Distrito Agroindustrial de Morrinhos (Daimo), cidade a 130 quilômetros de Goiânia.
A Ecoplast, que atua na fabricação de forros de policloreto de vinila (PVC), implantou no terreno adicional uma usina solar fotovoltaica (USF), com capacidade instalada inicial de 1 megawatt (MW), o suficiente para abastecer mais de mil famílias.

De acordo com o representante da empresa, Rafael Rodrigues, o investimento foi de R$ 3,6 milhões e a usina já entrará em operação em julho, reduzindo os custos da Ecoplast com o suprimento de energia elétrica. O empreendimento gera atualmente 70 postos de trabalho e, com a ampliação da estrutura, a expectativa é para geração de novos empregos diretos e indiretos.
A energia fotovoltaica, aliás, é uma tendência observada pelo segmento produtivo, não somente visando a redução de custos com energia elétrica, mas ainda com o objetivo de adequar-se às práticas sustentáveis, reduzindo ao máximo a emissão de carbono em suas operações.
O Daimo possui área de 1,3 milhão de metros quadrados às margens da BR-153, conta com ruas asfaltadas e infraestrutura adequada para dar suporte às 15 indústrias instaladas no parque industrial dos segmentos de construção civil, alimentos, produtos agrícolas, embalagens, entre outras.

Comentários