Economia

Bilionários dos EUA enriqueceram mais durante pandemia, aponta estudo

Conforme o estudo, o Diretor Executivo da Amazon, Jeff Bezos, e o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, estão na liderança

diario da manha
Mark Zuckerberg fum dos bilionários que ficaram ainda mais ricos. Foto: AFP

De acordo com a pesquisa da Americans for Tax Fairness e do Programa de Desigualdade do Instituto de Estudos Políticos a fortuna dos bilionários norte-americanos aumentou em 15% nos últimos dois meses desde o início da pandemia do novo coronavírus. As informações são da agência AFP e foram divulgadas pela revista IstoÉ nesta sexta-feira (22).

De acordo com o site O Globo, os mais de 600 bilionários americanos ficaram ainda mais ricos conforme as ações das empresas de tecnologia subiram no período de lockdown. A medida mais rígida de distanciamento social foi adotada para diminuir a disseminação da Covid-19.

Conforme o estudo, o Diretor Executivo da Amazon, Jeff Bezos, e o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, estão na liderança. Segundo a reportagem, a fortuna de Bezos cresceu mais de 30% chegando à marca de US$ 147,6 bilhões. Já a de Zuckerberg avançou mais de 45% e foi para US$ 80 bilhões.

Jeff Bezos – Foto: AFP

Segundo reportagem do portal O Globo, as ações da Amazon e do Facebook tiveram crescimento depois que programas foram anunciados. Dessa maneira, os negócios foram impulsionados já que um número maior de consumidores estavam em casa.

A matéria ainda pontua que na semana passada dois milhões de norte-americanos deram entrada em pedidos de seguro-desemprego. Segundo O Globo, desde o início do fechamento dos negócios em março a perda de empregos atingiu 36,8 milhões.

De acordo com O Globo, o co-fundador da Microsoft, Bill Gates, e o Diretor Executivo da Berkshire Hathaway, Warren Buffet, apresentaram aumento de 8,2% e 0,8%, respectivamente, segundo o relatório.

Comentários

Mais de Economia