Economia

Goiás pode ter safra recorde de soja e diversificação da produção no Estado

Dados divulgados pelo IBGE e pela Conab apontam, ainda, crescimento de outras culturas, como feijão, uva e trigo

diario da manha

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgaram dados, nesta terça-feira, 11 de fevereiro, sobre a produção agrícola para a safra 2019/2020. Foram divulgados o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do IBGE e o 5º Levantamento da Safra de Grãos 2019/2020 da Conab.

De acordo com o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, os dados continuam positivos para a produção de grãos no Estado, com destaque para a soja, que deve ser recorde. “Tanto os dados do IBGE, quanto os da Conab, convergem para uma produção recorde da soja no nosso Estado. Isso se deve às condições climáticas favoráveis, sobretudo, ao fato do veranico não ter sido tão longo e rigoroso quanto em outros anos. Além disso, outras culturas têm ganhado espaço no nosso Estado. Essa diversificação da nossa pauta é muito positiva e o Governo de Goiás, por meio da Seapa, acompanha de perto toda essa movimentação, pensando em políticas públicas que possam alavancar ainda mais o setor”, avalia.

Confira um resumo das principais culturas do Estado divulgados no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do IBGE e no 5º Levantamento da Safra de Grãos 2019/2020 da Conab:

Grãos (geral)
A Conab estima que Goiás se mantenha no quarto lugar nacional na produção de grãos, com a expectativa de produção de 24,5 milhões de toneladas. O número representa 9,8% da produção do País.

Soja
O IBGE e a Conab preveem, ambos, produção de 12 milhões de toneladas de soja no Estado de Goiás. É um valor recorde de produção, que se deve, em boa parte, pelas condições climáticas, o que favoreceu a cultura. Segundo o IBGE, a área de soja a ser colhida no Estado em 2020 deve ser de 3,5 milhões de hectares, o que representa um aumento de 4,5% em relação à safra anterior. De acordo com a Conab, a cultura da soja deve ter ganho em produtividade de 3,3%, com a expectativa de colheita de 3.400 quilos por hectare.

Milho
Segundo a Conab, espera-se colher 10,9 milhões de toneladas de milho, na safra 2019/2020. A produção do milho 1ª safra deve ter ganho em produtividade, com acréscimo de 4,8% em relação à safra anterior, chegando a 7.920 quilos por hectare.

Sorgo
A produção estimada é de 915,2 mil toneladas, segundo a Conab.

Feijão
Para o feijão, houve pouco crescimento da área plantada (apenas 0,2%), mas, segundo a Conab, em contrapartida, houve aumento da estimativa de produção que pode chegar a 319,9 mil toneladas – representa 5,1% a mais que na última safra. Com isso, Goiás pode alcançar o segundo lugar no ranking nacional em produtividade, com 2.433 quilos por hectare.

Trigo
O trigo também teve crescimento sem aumento da área plantada, segundo a Conab. A produção pode chegar a 172,4 mil toneladas, o que representa crescimento de 8,6% em relação à safra anterior. Goiás se mantém em segundo lugar no quesito produtividade da cultura, com estimativa de 5.320 quilos por hectare.

Gergelim
No levantamento divulgado, a Conab passou a monitorar o gergelim, produto que vem ganhando espaço em mercados internacionais. A produção de gergelim deve ocupar uma área de três mil hectares, em Goiás, com produção estimada de 2,1 mil toneladas e produtividade de 700 quilos por hectare.

Outras culturas – Safra 2019 (LSPA/IBGE)
Batata-inglesa: 209,2 mil toneladas
Uva: 2,1 mil toneladas – crescimento de 26,4% em relação à safra anterior
Café Arábica: 20 mil toneladas – aumento de 2,1% em relação à safra anterior
Cana-de-açúcar: 73,9 milhões de toneladas

Comentários