DMTV

Cantor Regis Danese fala sore depressão em entrevista no DM TV

O cantor conta, em entrevista ao DMTV, como foi a criação da musica "Depressão" e a importância de apoiar pessoas que lutam contra a doença

diario da manha
Foto: Reprodução


O novo trabalho de Regis Danese, música chamada “Depressão”, é uma obra do cantor gospel para alertar à necessidade de cuidado e amor que pessoas com depressão têm.

“Em entrevista ao DM TV, o cantor alertou sobre os números alarmantes de casos da doença no país. “As últimas pesquisas mostraram que 82% da população brasileira sofre de depressão, a maioria crianças e jovens”, comentou Regis.

Regis Danese também disse a importância do amor e apoio das pessoas que estão próximas à quem sofre desse mal. “A depressão é um estágio de tristeza profunda. Então se ela chegou à esse ponto, é porque realmente o corpo dela está pedindo socorro”, afirma.

O cantor contou que a música foi lançada em plena campanha do setembro amarelo por acaso. Como ele encontra muitas pessoas em estado depressivo durante os shows que faz em várias cidades, seu filho sugeriu à ele que falasse sobre o tema.

Confira a entrevista na íntegra:

Setembro Amarelo: Suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos

Para cada suicídio efetivo, são feitas outras 20 tentativas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o autoextermínio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 29 anos, após acidentes de trânsito.

Já entre os adolescentes de 15 a 19 anos, o suicídio ficou em terceiro lugar, atrás dos acidentes de trânsito e violência interpessoal.

Segundo a OMS, é necessário que os governantes adotem planos de prevenção de suicídio, já que o autoextermínio é uma questão global de saúde pública e todas as idades, sexos e regiões do mundo são afetados.

No Brasil,ainda de acordo com as informações divulgadas pela organização, cerca de 13,5 mil pessoas morreram devido ao suicídio. O órgão detalha ainda que deste dado, mais de 10,2 mil mortes são de homens e quase 3,3 mil são de mulheres.

Em relação a situação econômica, a OMS registrou que 79% dos suicídios no mundo, ocorreram em países de baixa e média renda. Além disso, a organização pontua que em países de alta renda, os homens comentem suicídio três vezes a mais que mulheres.

Devido a esses dados, a OMS ressalta a importância dos países criarem mecanismos de incentivo para que pessoas com problemas procurem ajuda. Afinal, de acordo com o órgão, 9 em cada 10 mortes por suicídio podem ser evitadas e por isso a prevenção é fundamental. O assunto ainda é considerado tabu, e é fundamental que em momentos difíceis as pessoas consigam pedir ajuda para familiares, amigos ou um médico.



Comentários