DM Autos

Renault Captur 2022 muda por fora, se renova por dentro e ganha motor 1.3 turbo

SUV é oferecido nas versões Zen, Intense e Iconic e parte de R$ 124.490.

diario da manha

O Renault Captur 2022 não é mais só um rostinho bonito e dono de uma beleza aparente vista nos traços refinados e harmoniosos por toda a sua estrutura corporal. Certo? Certíssimo! Que o Captur sempre foi um SUV compacto bonito nunca foi objeto de questionamentos.

Mas o Captur 2022 merecia mais e ganhou. Mudou o visual externo, renovou por completo o interior e ficou muito mais atraente. Sob o capô do Captur não batia um coração de 1.6 litros não tão eficiente e que acompanhasse as necessidades automotivas dos dias atuais.

Agora, o novo Renault Captur 2022 passa a ser destaque em sua categoria não só pelo novo visual externo e interno. O modelo se destaca também pelo novíssimo motor TCe 1.3 16V turbo flex, de 170 cv (etanol) e 162 cv (gasolina) de potência e 27,5 kgfm de torque, independentemente do combustível. É o maior torque da sua categoria, como informa a fabricante francesa.

Preços

O Renault Captur 2022 é oferecido nas versões Zen, Intense e Iconic, com preços de R$ 124.490, R$ 129.490 e R$ 138.490, respectivamente. As mudanças externas e internas feitas no SUV são as mais importantes desde o seu lançamento no mercado brasileiro, em 2016. Até então o modelo passava por mudanças sutis, longe de intervenções mais significativas como as feitas agora.

Por fora, o Captur 2022 muda basicamente na dianteira. As mudanças incluem basicamente os faróis com iluminação Full LED nas versões mais completas, além do novo para-choque com a entrada de ar inferior redesenhada, grade ligeiramente mais larga com detalhe cromado e novas rodas de 17 polegadas, as mesmas do irmão Duster. Na traseira, a única novidade é a plaqueta com o nome do modelo pintada na cor da carroceria.

Por dentro do novo Renault Captur 2022 é praticamente tudo novo. O acabamento então não bem visto pelos consumidores, ganha novos materiais. Os utilizados no novo modelo são suaves ao toque no painel, com detalhes em black piano com cromados ao redor do sistema multimídia e das saídas de ar. O apoio de braço passa a ser integrado ao console, que foi todo redesenhado e ganhou novos porta-copos.

Central multimídia

No novo painel do SUV destaque para a central multimídia com tela de 8 polegadas compatível com as plataformas Apple CarPlay e Android Auto, bem como o sistema Multiview, com quatro câmeras. O volante tem novo design e traz integrados os comandos do piloto automático. Até então esses comandos ficavam embaixo do freio de estacionamento, que continua com sistema de alavanca.

Os passageiros do banco traseiro também foram beneficiados com as novidades. Agora que vai atrás dispõem de duas saídas USB para carregamento de dispositivos eletrônicos. O porta-malas, com capacidade para 437 litros, tem o tamanho ideal para um SUV família do porte do Captur.

O novo Captur adota partida do motor à distância com a nova chave “hands free”. A tecnologia atual permite climatizar o interior antes mesmo de entrar no veículo. Outra novidade é o sensor de ponto cego nos retrovisores.

 A versão topo Iconic, que nós avaliamos, oferece sistema de som premium Bose, com seis alto-falantes de alta fidelidade, subwoofer no porta-malas e amplificador digital exclusivo.

O Renault Captur 2022 ganhou vida com o novo modelo. Externamente chama atenção pelas linhas bem harmoniosas e atraentes. Já era bem desenhado, mas as mexidas deixaram o SUV mais moderno na aparência. A frente ficou mais robusta por conta da grade mais larga.

MACHISMO NO AUTOMOBILISMO

Interior

Por dentro, o conforto é um dos pontos fortes, associado à elevada posição de dirigir. Os materiais de toque macio que foram utilizados no novo painel e nos detalhes interior mudaram o conceito do Captur 2022. A Renault cuidou bem das mudanças internas e certamente o consumidor não terá mais do que reclamar.

Se as mudanças visíveis e palpáveis agradaram, não é diferente com o novo coração do Captur. O motor TCe 1.3 16V turbo flex com injeção direta de combustível é uma tentação. Bem ágil, responde bem nas acelerações. O torque elevado é sentido logo na primeira pisada no acelerador. Parece que nem dá tempo de perceber o “delei” comum em outros motores desse porte. E um propulsor bem calibrado, associado ao câmbio CVT com 8 marchas simuladas.

Conforme os números oficiais, o novo Captur 2022 acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos com gasolina e 9,2 segundos com etanol. Sua velocidade máxima é de 190 km/h, não importando o combustível.

O consumo oficial do SUV na estrada é de 12 km/l e de 11,1 km/l na cidade, com gasolina. Abastecido com etanol, os números são de 8,3 km/l no percurso rodoviário e 7,5 km/l no urbano. Medidas incluem 437 litros de porta-malas, 50 litros de tanque de combustível e 1.366 kg de peso em ordem de marcha.

Versões e equipamentos de série do Renault Captur 2022

A versão de entrada Zen do novo Renault Captur  traz multimídia Easylink 8” com espelhamento de smartphones Android Auto e Apple Carplay, volante com comandos integrados e ajustes de profundidade e altura, 4 airbags (dois dianteiros e dois laterais), câmera e sensores de estacionamento traseiros, controle de estabilidade (ESP), controle de tração (ASR), assistente de partida em rampa (HSA), luzes de circulação diurna (DRL) em LED, sensor de pressão dos pneus, chave-cartão, sistema Start&Stop e piloto automático (regulador e limitador de velocidade).

Por sua vez, a versão intermediária Intense traz todos os itens da Zen e acrfescenta ar-condicionado automático, luzes de neblina em LED com função “cornering”, auxiliar em curvas, sensor crepuscular, sensor de chuva, duas saídas USB para o banco traseiro, função “Follow me home” nos faróis.

Já a versão topo Iconic conta com todos os itens das versões Zen e Intense e acrescenta faróis com tecnologia full LED, sistema de áudio premium BOSE com seis alto-falantes, subwoofer no porta-malas e equalizador digital exclusivo, sensor de ponto cego, sistema de câmeras Multiview, com quatro câmeras, sistema de partida remota do motor.

Comentários