DM Autos

Vem ai a inédita picape da Chevrolet para "segurar" a Toro

General Motors anunciou hoje a produção do modelo em São Caetano do Sul.

diario da manha
Projeção: Kleber Silva

Vem ai a inédita picape da Chevrolet para enfrentar a Fiat toro. A General Motor anunciou nesta segunda-feira (10) que irá produzir o novo modelo no complexo industrial de São Caetano do Sul. A fabricante, porém, não disse quando pretende lançar a nova picape no mercado brasileiro.

A inédita picape da GM será a sucessora da Montana. Contudo o novo produto da marca terá dimensões maiores para competir no segmento das picapes compactas/médias.

Projeção de Kleber Silva

O alvo principal é a Fiat Toro, mas entram também na mira a Renault Oroch e a Hyundai Santa Cruz, que foi lançada nos Estados Unidos e com chances de vir para o Brasil.

A picape anunciada pela General Motors é uma das novidades do atual ciclo de investimento da empresa a ser aplicado até meados da década no Estado de São Paulo. São R$ 10 bilhões para a renovação do portfólio e para o desenvolvimento de novas tecnologias.

O anúncio feito pela GM mostra que a industria automotiva começa a reaquecer. Projetos congelados por causa da pandemia já são retirados da geladeira e a produção vai aospoucos ganhando seu curso normal.

DNA da marca

O novo utilitário da General Motors virá com o DNA global da fabricante. Desta forma, é possível imaginar uma picape com o visual SUV Tracker. Veja como ficará o novo modelo na projeção de Kleber Silva.

“O modelo chegará para complementar a linha de picapes Chevrolet. Além disso, vai estrear um conceito completamente inovador para a marca no segmento de veículos utilitários”, explica Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

A picape está neste momento em fase de desenvolvimento e será o próximo integrante da nova família de veículos globais da Chevrolet, já composta pelas atuais gerações de Onix, Onix Plus e Tracker – todos referência em suas respectivas categorias.

Vem ai a inédita picape da Chevrolet

Para receber o futuro modelo da Chevrolet, a linha de montagem da fábrica de São Caetano do Sul será preparada em várias etapas, no intuito de minimizar os impactos na produtividade do complexo. A primeira fase está prevista para iniciar logo nas próximas semanas.

Mesmo tendo alcançado elevado nível tecnológico dentro do conceito da indústria 4.0, a fábrica de São Caetano do Sul vai receber ferramentais específicos, que precisarão ser instalados e devidamente implementados para iniciar a montagem do veículo inédito. Está prevista ainda uma completa readequação no fluxo fabril do complexo, além da capacitação dos empregados.

“Adicionar um produto totalmente novo numa linha de montagem ativa é sempre uma jornada complexa, principalmente diante dos desafios tecnológicos que o projeto impõe. Até por isso a preparação da fábrica será executada em diversos estágios, que levarão meses cada um deles”, calcula Luiz Carlos Peres, vice-presidente de Manufatura da GM América do Sul.

Comentários